Mercado

Volkswagen e Mercedes-Benz dominaram vendas de caminhões e ônibus em 2021

Depois de seis anos, Volkswagen volta ao topo com quase 30% do mercado de caminhões, enquanto Mercedes domina as vendas de ônibus há 65 anos

Andrea Ramos

14 de jan, 2022 · 4 minutos de leitura.

Volkswagen e Mercedes-Benz lideram as vendas no Brasil
Volkswagen e Mercedes-Benz lideram as vendas no Brasil
Crédito:Divulgação
Volkswagen e Mercedes-Benz lideram as vendas no Brasil

Historicamente, Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWCO) e Mercedes-Benz sempre disputam a liderança dos caminhões novos. Tanto que ambas respondem por mais da metade do mercado. Assim, em 2021, não foi diferente. Mas quem levou a melhor foi a Volkswagen, com 37.460 modelos emplacados. Ou seja, 29,41% de participação, conforme a Fenabrave.

Todavia, além da liderança, a fabricante encerrou o ano com crescimento de 46,4% na comparação com 2020. Dessa forma, o topo no ranking chega para a Volkswagen depois de um hiato de seis anos. Em 2015, a marca foi líder com 19.543 caminhões entregues.

Volkswagen e Mercedes-Benz lideram as vendas no Brasil
VWCO/Divulgação

O presidente e CEO da VWCO, Roberto Cortes, enfatizou que a liderança da marca é fruto de uma estratégia que começou com a criação de produtos sob medida pelo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento local. A marca ainda conquistou outros feitos no último ano. Um deles é a boa aceitação do primeiro seu caminhão extrapesado, o Meteor.

Apenas um ano após o lançamento, a versão de 520 cv do já estava entre os 10 pesados mais vendidos do mercado. Na soma de todas as configurações, o VW Meteor acumulou 3.967 unidades emplacadas em 2021.

Ainda no ano passado, a Volkswagen Caminhões apresentou o e-Delivery, primeiro caminhão 100% elétrico desenvolvido no Brasil. O que já lhe rendeu 200 unidades vendidas tão logo o lançamento. Em termos de volume pode não significar muito. Porém, foi a primeira fabricante de veículos pesados do País a virar a chave para a eletrificação.

No mercado de ônibus, a montadora com fábrica em Resende (RJ) comemorou a vice-liderança, com 3.695 chassis Volksbus registrados e 26,3% do segmento.

Leia também
Produção de caminhões dispara em 2021 com alta de 75%

Volkswagen e Mercedes-Benz lideram as vendas no Brasil
Mercedes-Benz/Divulgação

Mercedes-Benz lidera mercado de ônibus há 65 anos

Já a Mercedes-Benz, apesar de ter perdido a liderança de caminhões, posto que ocupava desde 2016 de forma ininterrupta, mantém-se no topo das vendas de ônibus. Aliás, posição que ocupa há 65 anos - é, portanto, a marca mais tradicional do segmento.

Apesar da queda do mercado de ônibus de 2,49% em relação ao acumulado de 2020, a Mercedes-Benz conquistou 49,97% de participação. Ou seja, emplacou 8.878 unidades dos 17.766 ônibus entregues no ano passado, e, assim, responde praticamente pela metade dos emplacamentos no segmento acima de 8 toneladas.

Seja como for, entre os caminhões, a Mercedes-Benz ficou com a vice-liderança por pouco. A marca da estrela faturou 37.158 unidades em 2021, ou seja, exatas 302 unidades a menos que a líder VWCO.

Continua depois do anúncio

Ranking: marcas de caminhões mais vendidas

  • 1º) Volkswagen/MAN - 37.460 (29,41%)
  • 2º) Mercedes-Benz - 37.158 (29,18%)
  • 3º) Volvo - 21.820 (17,13%)
  • 4º) Scania - 15.595 (12,25%)
  • 5º) Iveco - 8.623 (6,77%)
  • 6º) DAF - 5.600 (4,40%)
  • 7º) Hyundai - 489 (0,38%)
  • 8º) JAC Motors - 281 (0,22%)

Ranking: marcas de ônibus mais vendidas em 2021

  • 1º) Mercedes-Benz - 8.878 (49,97%)
  • 2º) Volkswagen/MAN - 3.697 (20,81%)
  • 3º) Marcopolo - 3.212 (18,08%)
  • 4º) Iveco - 1.157 (6,51%)
  • 5º) Volvo - 369 (2,08%)
  • 6º) Scania - 249 (1,40%)
  • 7º) Agrale - 139 (0,78%)
  • 8º) Ford - 46 (0,26%)
  • 9º) BYD - 17 (0,10%)
  • 10º) Higer - 1 (0,01%)