Aline Feltrin

18/11/2020 - 11 minutos de leitura. Atualizado: 19/11/2020 | 18:39

Ao menos 39 novas concessionárias de caminhões foram abertas no Brasil em 2020

As redes de concessionárias de caminhões no Brasil estão em expansão. Mesmo em meio à pandemia, pelo menos 30 novas concessionárias foram inauguradas no País de janeiro até agora

Concesssionárias
Crédito: Volvo/Divulgação

A Volvo acaba de inaugurar sua 100ª concessionária de caminhões no Brasil. E o movimento de ampliação da rede não é isolado. O Estradão apurou que, do dia 1º de janeiro até agora, foram inaugurados pelo menos 39 novos pontos de atendimento no País. Esse número inclui, além da Volvo,  marcas como Scania, DAFMercedes-Benz Volkswagen Caminhões e Ônibus.

A Iveco lidera o ranking de inaugurações. A rede da marca italiana ganhou nove novas autorizadas em 2020. Em seguida vem Scania, DAF e VWCO, com sete concessionárias cada. A Mercedes-Benz, por sua vez, abriu seis. Da Volvo, foram três.

Dessas marcas, a com maior número de concessionárias de caminhões no Brasil é a Mercedes-Benz. A alemã tem 180 pontos de atendimento em todo o País. A Scania está na segunda posição, com 154. em seguida vem a VWCO, com 141. A Volvo tem 100, a Iveco conta com 75 e DAF, com 44.

A rede da JAC Motors também cresceu. Neste ano, a marca ganhou uma nova concessionária na capital paulista. Mas as lojas da empresa não entraram na conta porque também vendem carros. Há cerca de dois meses a empresa oficializou o início das vendas do elétrico iEV1200T. O caminhão é importado da China e tem Peso Bruto Total (PBT) de 7,5 toneladas.

Há três concessionárias Volvo de número 100

Tentamos saber qual é a concessionária Volvo de número 100. Mas a empresa informou apenas que as três foram abertas “praticamente ao mesmo tempo”. Os novos pontos ficam em Três Lagoas (MS), Balsas (MA) e Barro Alto (GO).

Esta última e do tipo Volvo Express. Ou seja, oferece atendimento rápido e para serviços de menor complexidade. É o caso de troca de óleo e filtros, diagnóstico e reparos simples. A marca, aliás, vem investindo no conceito batizado de “Mentalidade Enxuta”.

A inauguração de tantas concessionárias é mais um prova de que o mercado de caminhões está aquecido. E pode ser considerado como um fato emblemático em tempos de pandemia. Sobretudo no momento em que as marcas vêm investindo fortemente em vendas online.

Segundo informações da VWCO, após a assinatura do contrato entre a montadora e o concessionário, a abertura do novo ponto é feita em, no mínimo, quatro meses. Isso se a estrutura física estiver pronta. Se for preciso construir prédios, como showroom e galpões, o tempo necessário chega a 18 meses.

Concessionárias

Alta na procura e fila de espera

As vendas estão crescendo mês a mês. Em outubro, por exemplo, a alta foi de 7,76% ante os números de setembro. No mês passado, foram emplacados 7.967 novos caminhões no País. Os dados são da Fenabrave, federação que reúne as associações de concessionárias.

O crescimento está sendo impulsionado principalmente pelo agronegócio e o comércio eletrônico. A participação deste último nas vendas de caminhões semileves é cada vez maior.

O lado negativo é que as fabricantes não estão conseguindo dar conta da demanda. Alegam que vem ocorrendo falta de matérias primas e outros insumos. Dependendo do modelo, a espera pode chegar a cinco meses, segundo informações de profissionais do setor.

Concessionárias

Concessionárias com mais processos e tecnologias

Gerente de Marketing e desenvolvimento de concessionárias da Volvo, Felipe Battistella diz que o objetivo da marca vai além da expansão da rede. “Os esforços estão muito focados em atendimento mais eficiente”, explica.

De acordo com o executivo, metade das 100 concessionárias da Volvo no País já adotou o conceito de  melhoria constante nos processos. O objetivo é reduzir o desperdício e o tempo de atendimento. “Nessas concessionárias, a troca de óleo, por exemplo, demora até 50 minutos.”

Battistella afirma que, antes da adoção desse conceito, o serviço era feito em até três horas”. Ele conta que a meta para 2021 e ter 70% das concessionárias do País trabalhando com essa filosofia.

Rede Mercedes-Benz aposta na realidade aumentada

A Mercedes-Benz também vem investindo em novas tecnologias para melhorar o atendimento da rede. Em agosto, a marca passou a utilizar óculos de realidade aumentada(abaixo)em parceria com algumas concessionárias.

A novidade, que aplica simulação virtual sobre o mundo real, permite modernizar ações de treinamento. E reduzir o tempo necessário inclusive no caso de intervenções complexas. Diretor de peças e serviços da Mercedes-Benz, Silvio Renan diz que cerca de 100 concessionárias terão esses óculos em 2021.

De acordo com ele, um dos resultados será a melhoria do índice de satisfação dos clientes. Isso porque vários tipos de diagnóstico passarão a ser feitos instantaneamente. Sem a tecnologia, o tempo para resolução de casos complexos pode chegar a uma semana.

Foco são regiões estratégicas

As marcas estão de olho em regiões estratégicas. Em 2021, a Scania, por exemplo, vai mirar as regiões Sul e Sudeste. E terá mais uma inauguração ainda neste ano. O 155º ponto de atendimento da marca no País será uma loja de peças em Ipatinga (MG).

Para 2021, a Mercedes-Benz pretende ampliar os atendimentos por meio de oficinas dedicadas. Essas estruturas serão implantadas nas garagens de grandes clientes.

E também em regiões cuja atividade de logística vem apresentando alto nível de desenvolvimento. É o caso de áreas com expansão do agronegócio, como o Nordeste, o Norte e o Centro-Oeste do País.

A DAF informa que pretende continuar a expandir sua rede em 2021. Mas a marca não revelou detalhes, com as regiões ou o número de novos pontos de atendimento.

Vendas online também envolvem concessionárias

As concessionárias também vêm mudando a forma de vendas de peças e caminhões. A Mercedes-Benz lançou um showroom virtual. O novo canal facilita a interação e o contato entre o cliente e os vendedores. E permite que o negócio seja feito de forma totalmente virtual, informa a fabricante.

A DAF tem um site dedicadoque permite o acesso a informações sobre os caminhões e serviços da marca. Para efetivar a compra, o interessado é direcionado a uma das concessionárias da empresa.

A marca do Grupo Paccar tem ainda um canal online de venda de peças e acessórios. Segundo informações da marca, o número de negócios feito por meio digital triplicou em 2020. As entregas são realizadas por meio da rede de concessionárias.

Há três anos a Volvo mantém um canal de vendas online. Segundo informações da empresa, neste ano o número de pedidos feitos de forma digital dobrou em relação aos realizados em 2019. A fabricante também vende caminhões seminovos por meio de uma loja virtual.

A VWCO tem parceria com um grande site de vendas do setor varejista. De acordo com dados da marca, o cliente pode adquirir peças e acessórios de forma online. Por ora, o catálogo conta com cerca de 300 itens.

Notícias relacionadas