Andrea Ramos

23/09/2020 - 10 minutos de leitura.

JAC iEV1200T é o primeiro caminhão elétrico urbano do Brasil

Primeiro caminhão elétrico do Brasil focado em operações urbanas, JAC iEV1200T tem PBT de 7,5 toneladas, 200 km de autonomia e preço sugerido de R$ 349.900

JAC Motors lança o primeiro caminhão elétrico
Crédito: JAC/Divulgação

A JAC Motors acaba de lançar o iEV1200T, primeiro caminhão elétrico focado em operações do Brasil. O modelo é voltado a operações como coleta e distribuição de mercadorias. Com peso bruto total (PBT) de 7,5 toneladas, a novidade tem preço sugerido de R$ 349.900.

A autonomia é de até 250 km se o caminhão rodar com 2 t de carga líquida. Caso trafegue com 4 t de carga líquida, o JAC iEV1200T pode percorrer 180 km entre as recargas de bateria. As informações foram divulgadas pela representante da marca no País.

A BYD já oferecia o caminhão elétrico eT8 4×2 no mercado brasileiro. Mas, diferentemente do modelo da JAC, o modelo é focado na coleta de resíduos. Seu peso bruto total (PBT) é de 21 t.

No início do ano, a JAC Motors começou a realizar testes do iEV1200T com embarcadores. Os bons resultados operacionais garantiram a venda de mais de 100 unidades, segundo informações da marca.

PepsiCo, Natura, Magazine Luiza, Porto Seguro e companhias do setor de energia elétrica, como a CPFL, estão entre as compradoras. As primeiras unidades serão entregues a partir deste mês.



Em comum, todos os clientes têm programas voltados à redução das emissões de poluentes. A informação é do presidente do Grupo SHC e da JAC Motors Brasil, Sergio Habib. “Grande parte dessas empresas conta com o apoio de suas matrizes”, afirma o executivo.

Ele explica que as frotas das filiais também devem ter caminhões elétricos. “Também há empresas brasileiras, como Natura e Magazine Luiza, que estão comprometidas com questões ambientais e querem desenvolver uma logística mais sustentável”, diz Habib.

A PepsiCo Foods é uma das que seguem as diretrizes da matriz. Recentemente a filial brasileira passou a contar com 18 caminhões a gás da Scania em suas operações rodoviárias. A companhia encomendou dez unidades do JAC iEV1200T para distribuição urbana.

A meta global da PepsiCo é reduzir em 20% as emissões de poluentes de sua cadeia logística até 2030. Com 1.900 rotas, a operação da empresa no Brasil é a sexta maior do mundo. “Fomos uma das primeiras empresas do setor a testar os veículos elétricos para o segmento urbano”, afirma o diretor- sênior de Supply Chain da PepsiCo Brasil, Eduardo Sacchi.

“Isso demonstra nossa preocupação em liderar a transição para uma alternativa de transporte cada vez mais sustentável”, diz Sacchi. De acordo com ele, em março os caminhões elétricos da JAC passaram a fazer parte da frota de distribuição da divisão de salgadinhos a varejistas de pequeno e médio portes.

Caminhão elétrico tem custo operacional menor

O JAC iEV1200T tem custo operacional até seis vezes menor em relação a modelos equivalentes com motor a combustão, segundo informações da marca. O modelo tem motor elétrico que gera potência equivalente a 177 cv. A alavanca no console traz apenas as posições Drive (dirigir) e marcha a ré.

O motor é alimentado por um conjunto de baterias de 97 kwh. O modelo elétrico não tem componentes como caixa de câmbio, embreagem, filtros (como os de ar e combustível) e fluídos (óleo de motor, água de radiador, etc). Isso se traduz em menor custo de manutenção.

Um dos destaques do JAC iEV1200T são os 122,4 mkgf disponíveis instantaneamente. Esse torque é equivalente ao disponível em modelos de 24 t com motor a combustão. A aceleração de 0 a 50 km/h é feita em 9 segundos, de acordo com dados da marca.

O futuro do transporte urbano é a eletrificação

Segundo informações da JAC Motors, um caminhão a diesel emite 500g de CO2 por km rodado. Para percorrer 40 mil km, são 20 t de CO2. Seguindo esse raciocínio, em 30 anos cada modelo convencional despejará 600 t de CO2 na atmosfera.

“No mesmo período, o JAC iEV1200T emitirá zero”, diz Habib. “Por isso, autoridades de metrópoles como Londres, Paris, Berlim, Estocolmo, Beijing e Shangai têm anunciado severas restrições à circulação de caminhões a diesel. Isso acabará acontecendo também nas grandes cidades brasileiras.”

O caminhão elétrico da JAC tem sistema de regeneração das forças de frenagem. Batizado de i-Pedal, o dispositivo lembra um dínamo. Quando o motorista tira o pé do acelerador, em descidas ou ao se aproximar de semáforos, por exemplo, o motor deixa de consumir e passa a gerar eletricidade. Essa energia extra é enviada às baterias. 

De acordo com a JAC Motors, o custo para rodar 200 km é de pouco mais de R$ 53. Esse cálculo foi feito com base no preço médio de R$ 0,55 por kWh. Para comparação, um modelo equivalente com motor convencional precisa de 66,7 litros de diesel (quase R$ 250) para percorrer a mesma distância.

Carregamento das baterias

Para recarregar as baterias do iEV1200T de 20% a 100% com o sistema wallbox de 7,4 kW são necessárias 11 horas. Segundo a JAC, um caminhão urbano roda menos de 100 km por dia.

Para frotistas a melhor opção é o carregador rápido de até 40 kWh. Nesse caso o tempo para que a bateria seja recarregada de 20% a 100% será de duas horas.

De acordo com Habib, a durabilidade média das baterias é de cerca de 800 mil quilômetros. “Para garantir a extensão da vida útil, a única recomendação é não deixar a carga da bateria zerar”, diz.

JAC iEV200T é bem equipado

A cabine do JAC iEV1200T acomoda motorista e dois assistentes. No quadro de instrumentos, dois grandes mostradores analógicos indicam a rotação do motor e a velocidade. No centro ficam os mostradores que medem a carga restante e a temperatura das baterias, além do hodômetro.

Chama a atenção a tela de 10,25 polegadas no console central. O sistema inclui rádio com conexão via Bluetooth e projeta imagens captadas pela câmera traseira. Também é possível fazer pareamento do smartphone. Mais à direita ficam os controles do ar-condicionado. Há ainda direção com assistência elétrica. Todos esses itens são de série.

Como o ruído do motor é praticamente imperceptível, há um sistema de segurança para evitar acidentes envolvendo pedestres. Batizado de VPS, o dispositivo emite “beeps” intermitentes quando o caminhão está rodando a até 25 km/h.

Nova família de veículos elétricos

Além do caminhão iEV1200T, a JAC lançou a picape iEV330P e os hatches iEV20 e iEV40, que já foram avaliados pelo Jornal do Carro, além do SUV iEV60. Todos os modelos são elétricos.

A JAC promete lançar no Brasil em 2021 uma versão de seu caminhão elétrico com PBT de 10 t. A marca chinesa não será a única a ter novidades no segmento. A Volkswagen Caminhões e Ônibus também lançará o e-Delivery com PBT de 13 t para no primeiro semestre do ano que vem.

Notícias relacionadas