Andrea Ramos

14.10.2020 | 17:02

Volvo lança VM tara leve para aplicação com betoneira

Novo caminhão Volvo VM 8×4 direcionado para a construção permite transportar 1m³ a mais de concreto e chega pelo preço de R$ 385 mil

Volvo lança VM tara leve para aplicação betoneira
Crédito: Volvo/Divulgação

A Volvo apresentou hoje (14) o VM Light Mixer indicado para operações com betoneira. O caminhão é 900 kg mais leve em relação ao modelo convencional da gama. O que permite transportar até 1m³ a mais de concreto. O modelo já está disponível para venda com preços a partir de R$ 385 mil.

O caminhão nasce para atender a uma demanda por veículos mais leves que ocorre há algum tempo no setor de construção. Como esses caminhões trafegam pelo ambiente urbano, não havia tanto rigor no controle de peso por não existir balança dentro das cidades. Mas agora a fiscalização ocorre pela nota fiscal.



Outro ponto importante levantado pela Volvo é que a construção civil tem apresentado bons resultados neste ano, mesmo com a retração geral da economia. Segundo a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), o setor vem crescendo mês a mês. Esse avanço refletiu também no aquecimento do mercado de betoneiras. De janeiro a setembro, o segmento cresceu 58%. Os dados são da Associação Nacional de Fabricantes de Implementos (Anfir).

Expectativas com o novo produto

Diretor executivo de caminhões da Volvo do Brasil, Alcides Cavalcanti explica que há um aquecimento na produção de concreto, motivado por reformas, obras de infraestrutura que estão sendo retomadas pelo Governo Federal, além do marco do saneamento básico que foi aprovado. E tudo isso traz perspectivas positivas para o segmento e aquece a demanda por veículos deste tipo.

“A Volvo enxerga uma oportunidade de crescimento nesse setor. Para se ter ideia, a nossa marca tem uma sólida reputação no segmento de veículos vocacionais. Temos o FMX que recentemente completou 10 anos de mercado. E temos também o Volvo VM 32 que tem crescido no setor. Até o mês de agosto a Volvo aumentou em 23% a sua participação entre os veículos vocacionais”, explica Cavalcanti.

De acordo com o executivo, somente no segmento de construção, para onde o VM Light Mixer é direcionado, a marca cresceu 18% nos primeiros oito meses de 2020. Isso significa que o market share da Volvo no segmento de vocacionais para a construção aumentou 6,5 pontos percentuais. No mesmo período ano passado, a marca havia registrado 11,3% de participação no segmento.

Volvo VM Light Mixer

O novo VM pesa 7.920 Kg, enquanto que o VM 8×4 tradicional pesa 8.820 kg, portanto, uma redução de tara de 900 kg. O caminhão tem peso bruto total (PBT) técnico de 33,4 t.

Para o desenvolvimento do veículo na versão mais leve a Volvo fez importantes alterações no modelo. Ele ganhou nova distância entre os eixos de 4.550 mm para melhorar a distribuição de peso na betoneira. Apesar do entre-eixos mais curto o caminhão tem tanque de combustível de 200 litros e tanque de Arla 32 de 50 litros.

O 4º eixo direcional dianteiro foi projetado com o objetivo de reduzir o arraste dos pneus. E também para ajudar na manobrabilidade do caminhão em raios mais curtos, como ocorre nos canteiros de obras. Como opcional, o eixo pode ser equipado com sistema suspensor, para trechos em que o caminhão roda vazio ou em eventuais manobras.

O caminhão é equipado com motor MWM que desenvolve 270 cv a 2.200 rpm e torque de 97 mkgf de 1.200 a 1.600 rpm. A transmissão é manual de 9 marchas. Gerente de engenharia de vendas de caminhões, Jeseniel Valério, explica que esse setor não utiliza transmissão automatizada por uma questão de operação. E, além disso, se comparar a caixa manual de 9 marchas com uma caixa de 10 velocidades, a redução de peso é de 170 kg.

O VM Light Mixer tem suspensões traseiras com molas parabólicas, mais leves. Os pneus são 275/80 R22,5 de uso misto e opcionalmente o caminhão pode ser equipado com rodas de alumínio.

Para garantir robustez ao veículo, o chassi do veículo é produzido com aço LNE 60. Trata-se de um aço de alta resistência que, por outro lado, é produzido com chapas menos espessas.

A bordo do VM

Assim como todos os modelos de cabines da Volvo, a do VM Light Mixer também é projetada com o conceito de célula de sobrevivência. Essa solução reduz os riscos aos ocupantes em caso de colisões, graças ao para-choque em aço. Outra novidade são os faróis com luzes diurnas em LED.

O modelo é entregue com cabine curta e bancos para motorista e um ajudante, Mas opcionalmente pode receber banco de passageiros para duas pessoas.

Parceria com implementador deixa o Volvo mais leve

A Volvo trabalhou também em parceria com implementadores para garantir uma solução completa às empresas concreteiras. O primeiro Volvo VM Light Mixer recebeu uma nova betoneira Liebherr. Ela foi projetada para ganho em peso. A tara total do conjunto (caminhão + betoneira) baixou quase 2.500Kg, para apenas 11.650 Kg, possibilitando transportar até 1 m³ a mais de concreto, dentro da lei da balança.

Notícias relacionadas