Você está lendo...
Novo Fiat Scudo furgão chega ao Brasil nas versões a diesel e elétrica
Avaliação

Novo Fiat Scudo furgão chega ao Brasil nas versões a diesel e elétrica

Novo Fiat Scudo tem capacidade de carga entre 1 tonelada e 1,5 t, opção envidraçada e preço sugeridos a partir de R$ 187.490

Andrea Ramos

24 de jun, 2022 · 11 minutos de leitura.

Fiat Scudo chega ao Brasil nas versões diesel e elétrica
Fiat Scudo chega ao Brasil nas versões diesel e elétrica
Crédito:Fiat/Divulgação
Fiat Scudo chega ao Brasil nas versões diesel e elétrica

O novo Fiat Scudo já está à venda no Brasil. O furgão, que acaba de ser lançado na Europa, chega nas versões com motor a diesel e elétrico. De acordo com a marca, os modelos a diesel são montados no Uruguai. Por sua vez, a configuração a eletricidade é feita na França. As entregas começas nas próximas semanas e os preços sugeridos partem de R$ 187.490.

Essa é a tabela da versão de entrada, batizada de Scudo Cargo. Ela não tem janelas e foca o transporte de carga. O Scudo Multi é destinado ao segmento de transformação. A carroceria é igual à do Cargo. Porém, o compartimento traseiro é envidraçado e há predisposição de fiação elétrica. Ou seja, não é preciso fazer furações. Nesse caso, a tabela é de R$ 192.490. Por fim, eScudo Cargo é tabelada a R$ 329.990.

Leia também: Avaliamos o Scania R 410 GNL, único caminhão do tipo à venda no Brasil


O novo Fiat Scudo chega para ocupar o espaço entre o Fiorino e o Ducato. Segundo a marca, o primeiro tem compartimento de carga de 3,3 m³. No modelo grande, há versões com capacidade de 8 m³ a 15 m³. Portanto, com 6,1 m³, o novo utilitário fica entre os dois veteranos. Nesse sentido, as versões a diesel do Scudo podem levar até 1,5 tonelada de carga. No caso do eScudo, a capacidade é de 1 t.

Mercado em expansão

Segundo o vice-presidente da Fiat América do Sul, Herlander Zola, o mercado está em expansão. De acordo com ele, desde o início da pandemia o setor de logística cresceu 400%. Do mesmo modo, os negócios ligados ao comércio eletrônico avançaram 150% no mesmo período.

"Portanto, há boas oportunidades para o Scudo. Ele pode conquistar boa participação em vendas. Assim como já ocorre com o Fiorino e o Ducado", diz Zola. Vale ressaltar que o modelo compacto da Fiat responde por 38% das vendas no segmento.


Por sua vez, o Ducato, que tem várias versões, tem 40% de participação. Conforme dados da Fiat, no total o segmento de vans registra, em média, 65,5 mil vendas por no no Brasil. Segundo estimativas da marca, no primeiro ano de vendas a meta é que o Scudo conquiste 10% dos emplacamentos.

Scudo pode entrar em shoppings

De acordo com a Fiat, o Scudo tem 1,94 metro de altura. Ou seja, menos do que os 2,10 m permitidos para entrada em shoppings e supermercados, por exemplo. Portanto, trata-se de uma boa vantagem em relação aos modelos grandes, cuja altura gira em torno de 2,30 m.

Fiat Scudo chega ao Brasil nas versões diesel e elétrica
Scudo Cargo pode levar até 1,5 tonelada, no caso da versão a diesel. Fotos: Fiat

No mesmo sentido, o acesso à parte traseira tem 1.282 mm de largura por 1.220 de altura. Bem como a abertura das portas tem ângulo de 180º. Além disso, há porta lateral deslizante. Essas características facilitam a tarefa de carregar e descarregar o furgão. O compartimento de carga tem 2.800 mm de comprimento.

Por sua vez, a versão Multi pode ser transformada em ambulância e food truck, entre outros tipos de aplicação. Como é envidraçada, é uma boa opção para transporte de passageiros. Por ora, o eScudo chega apenas na versão para carga.

Motor turbodiesel de 30,5 mkgf

Segundo a Fiat, a distância entre os eixos é de 3.275 mm. E o peso bruto total (PBT) é de 3.225 kg na versão Cargo, 3.214 kg na Multi e 3.055 kg na eSCudo.


Fiat Scudo chega ao Brasil nas versões diesel e elétrica
Cabine é ampla, bem equipada e pode levar motorista e dois passageiros

Nas versões de entrada e intermediária, o Scudo tem motor 1.5 turbodiesel de quatro cilindros em linha. A potência é de 120 cv a 3.750 rpm e o torque, de 30,5 mkgf a partir das 1.750 rpm. O câmbio é sempre manual de seis velocidades. De acordo com a marca, com esse conjunto a autonomia do novo modelo pode chegar a 800 km.

A lista de equipamentos é ampla. Entre os destaques há controles eletrônicos de estabilidade (ESC) e tração, freios com ABS e distribuição de frenagem ASR e auxílio de partida em rampa. Bem como sistema Start&Stop, que desliga e religa o motor sozinho em paradas, como as de semáforo, por exemplo. Nesse caso, o objetivo é reduzir o consumo de diesel.


Conforto para motorista e passageiros

A cabine tem bom acabamento e vários itens de conforto para os ocupantes. Há ar-condicionado, banco do motorista com ajustes de altura e profundidade, apoio de braço, controlador automático de velocidade de cruzeiro, vidros, travas e retrovisores elétricos e som com conexão bia Bluetooth.

A versão elétrica eDucato é ainda mais completa. Chama a atenção o sistema multimídia com tela de 7 polegadas sensível ao toque. Além disso, o quadro de instrumentos é digital, há câmera na traseira e acionamento automático dos limpadores de para-brisa a faróis. Tanto no Scudo quanto no eScudo, os vários porta-objetos somam 41,5 litros de capacidade.

eScudo

Fiat Scudo chega ao Brasil nas versões diesel e elétrica
Versão elétrica tem autonomia para rodar quase 240 km, de acordo com a Fiat

O eScudo utiliza a mesma plataforma modular, batizada de EMP2, do e-Expert, da Peugeot, e do e-Jumpy Isso porque as três marcas fazem parte do Grupo Stellantis. Portanto, esses modelos compartilham várias tecnologias.

Seja como for, o eScudo tem baterias de íons de lítio de 75 kWh. Em outras palavras, sua autonomia chega a 330 km no uso urbano. Conforme a Fiat, no uso rodoviário o modelo pode rodar até 237 km sem precisar de recarga. O motor elétrico gera potência de 100 KW, ou cerca de 136 cv. Além disso, o torque máximo, de 26,5 mkgf, é entregue de forma instantânea.

Volta rápida

O Estradão dirigiu o eScudo dentro de um condomínio de empresas, em Campinas, no interior paulista. Com isso, a marca quis mostrar a agilidade do modelo em vias estreitas e garagens pequenas. Ou seja, simulando situações que o utilitário vai enfrentar no dia a dia.


Graças às dimensões intermediárias, o eScudo mostrou ser uma boa opção para entregas em áreas urbanas. O motor é forte e responde bem aos comandos do pedal do acelerador. Evidentemente, com a vantagem de produzir o mínimo de ruído. A bordo, único barulho era do funcionamento do sistema de ar-condicionado.

Fazer manobras em garagens pequenas não é complicado com o eScudo. Colabora com isso a câmera na traseira com ângulo de até 180º. Portanto, na tela central o motorista tem uma visão panorâmica do que ocorre atrás do furgão.

Fiat Professional inclui rede exclusiva

Para atrair mais consumidores, a Fiat lançou no Brasil a Fiat Professional. Ou seja, sua divisão voltada a veículos comerciais e com atendimento diferenciado para frotistas. De acordo com a marca, a partir de 1º de agosto serão 200 pontos de atendimento em todo o País.


Assim, além de consultores exclusivos, a marca oferece produtos e serviços conforme o tipo de operação e demandas dos clientes. Nesse sentido, o Scudo chega com planos de manutenção específicos. De acordo com a Fiat, as três primeiras revisões, por exemplo, têm preço fixo de R$ 2,7 mil.

Fiat Scudo
Furgão tem 5,3 metros de comprimento, 3,27 m de entre-eixos e porta lateral deslizante

Ficha técnica


Deixe sua opinião