Andrea Ramos

04/05/2020 - 7 minutos de leitura.

Nikola Motor trava disputa com Tesla por patentes de caminhão

Processo continua na justiça, mas a Nikola conquistou uma pequena vitória. Enquanto isso, empresas se preparam para lançar produtos ainda este ano

Nikola Motor processa a Tesla por violação de patente
Crédito: Nikola/Divulgação

A Nikola Motor acusa a Tesla de ter violado patentes de seu caminhão, One, e pede indenização de US$ 2 bilhões (cerca de R$ 11 bilhões na conversão direta). No mais recente lance dessa disputa entre as duas empresas norte-americanas, a Tesla perdeu. Teve negado um pedido de revisão da patente da porta lateral do One. O processo corre na Justiça dos Estados Unidos desde 2018.



O Semi, caminhão da empresa de Elon Musk, teria peças com desenho copiado do modelo da rival. Os dois ainda não foram lançados e terão motores elétricos. No mais recente round dessa briga, a Nikola obteve uma pequena vitória.

No ano passado, a Tesla pediu revisão da patente da porta lateral do One. Mas o Escritório de Marcas e Patentes dos EUA (USPTO) recusou a solicitação. E informou que não havia razão para derrubar a patente.

Nikola afirma que vem tendo prejuízos

A Nikola sustenta que o Tesla Semi tem pára-brisa, porta e os para-lamas dianteiros, além do formato aerodinâmico, copiados do projeto do One. E que isso estaria causando confusão nos clientes e desviando vendas para a Tesla.

De acordo com informações da empresa, seu prejuízo seria de cerca de R$ 2 bilhões. Essa foi a conta utilizada para determinar o valor do pedido de indenização. Por ora, não há informações sobre quando o processo deverá ser concluído.

Enquanto isso, as duas empresas estão trocando farpas. Após a decisão do USPTO, o fundador e CEO da Nikola, Trevor Milton, alfinetou a rival. A provocação foi publicada em sua conta no Twitter. “Tesla perde a tentativa de invalidar as patentes da @nikolamotor”, escreveu.

Empresa tem seis patentes registradas

A Tesla, por sua vez, divulgou um comunicado à imprensa no qual rebate as acusações. “É evidente que não há mérito neste processo”. A Nikola rebateu dizendo que está defendendo sua propriedade intelectual.

O protótipo One foi apresentado em 2016. O USPTO concedeu um total de seis patentes à empresa de Milton. Estão patenteados o desenho de para-brisa, portas, fuselagem, pára-choque, revestimento lateral e o design geral do One.

No ano seguinte, a Tesla apresentou o caminhão Semi. Foi aí que a disputa começou. Segundo a Nikola, o modelo da concorrente tem itens idênticos aos do pioneiro.

Nikola aposta em parceria

Nikola
NIKOLA/DIVULGAÇÃO

Enquanto o processo se arrasta, a Nikola continua ativa no desenvolvimento de tecnologias de propulsão alternativas. A lista de produtos da empresa é composto pelos modelos One, Two e o Tre. Os três caminhões são destinados ao transporte rodoviário de longa distância. E nenhum deles está à venda.

O projeto em estágio mais avançado é o do Nikola Tre. A empresa anunciou que inciaria neste ano os testes na Europa do protótipo do modelo elétrico baseado no Iveco S-Way. Mas, por causa da pandemia do novo coronavírus, o projeto teve de ser adiado.

O visual do cavalo-mecânico é o mesmo da atual linha S-Way. Isso inclui a cabine alta cara-chata. Haverá versões com tecnologia elétrica convencional e também a célula de hidrogênio. Para viabilizar o projeto, a CNH Industrial investiu, dona da Iveco, US$ 250 milhões (cerca de R$ 1,4 bilhão) na Nikola Motor.

Tesla testa semi em condições extremas

No fim do mês de março, um protótipo do Semi foi flagrado rodando em testes no Alasca, EUA. Isso mostra que o cronograma de desenvolvimento do caminhão está bem avançado. No início do ano a Tesla havia informado que testaria o modelo em condições de frio extremo antes de dar início à produção em série.

A Tesla pretendia começar a fabricar seu primeiro caminhão neste ano. Mas, devido à pandemia do novo coronavírus a data de lançamento deverá ser postergada.

Quando o Semi foi apresentado, no fim de 2017, a Tesla informou que sua autonomia seria de cerca de 800 kmEsse número, segundo informações da empresa, seria obtido com o caminhão levando a capacidade total de carga, que é de pouco mais de 36 toneladas.

Mas, segundo o CEO da Tesla, Elon Musk, o número pode ser ainda mais impressionante. Ele afirma que, após receber várias melhorias, o Semi poderá rodar até 965 km sem que as baterias tenham de ser recarregadasa. Esse número, segundo Musk, poderá ser obtido com o caminhão levando 100% da capacidade de carga.

Notícias relacionadas