Redação

04/10/2020 - 7 minutos de leitura.

Mercedes-Benz produzirá caminhão elétrico a partir de 2021

Primeiro caminhão elétrico da Mercedes-Benz, eActros passa a ser feito em série na Alemanha e 2021 e emprestará base para o eEconic, a partir de 2022

caminhão elétrico
Crédito: Divulgação/Daimler

A Mercedes-Benz, marca do Grupo Daimler, dará início à produção de seu primeiro caminhão elétrico em 2021. O primeiro modelo do tipo feito em série na fábrica de Wörth, na Alemanha, será o eActros. Para 2022 está previsto o início da produção do eEconic na mesma planta.

A planta já está sendo preparada para fazer os novos produtos. A informação é do chefe da fábrica de Wörth, Mathias Jurytko. De acordo com ele, osso inclui treinamento de especialistas de alta tensão. “Essa área é fundamental para a montagem de baterias e construção de caminhões elétricos”, explica.

A linha de produção de caminhões elétricos será ao lado da de modelos convencionais. De acordo com informações da empresa, o sistema será flexível. Isso permite construir diferentes tipos de veículo em uma única linha.

Caminhão elétrico será feito em Wörth, na Alemanha

A instalação de alguns componentes elétricos será feita separadamente. Assim como a montagem do trem de força dos novos caminhões. A fábrica de Wörth produz Mercedes-Benz Arocs, Atego e Actros. E também os modelos especiais Econic, Unimog e Zetros.

Vários ajustes estão sendo feitos no processos de produção. Isso inclui a instalação de uma nova linha de montagem com arquitetura elétrica para o eActros. Após essa etapa os caminhões serão realocados no sistema normal de produção voltados ao acabamento e inspeção final.

Caminhão elétrico e-Econic usará base do e-Actros

O eActros foi apresentado em 2016 durante o Salão de Hannover, na Alemanha. Trata-se do maior evento do setor de veículos comerciais do mundo. Os testes práticos do modelo começaram em 2018. Com o resultado dessas avaliações, foi possível aprimorar os protótipos até chegar ao modelo que será produzido em série.

Segundo informações da Daimler, os testes mostraram que o eActros elétrico tem bom desempenho na distribuição urbana de cargas pesadas. A performance é similar à de caminhões com motor a diesel, de acordo com a empresa. Nos testes, a autonomia dos protótipos era de cerca de 200 quilômetros.

A fabricante informou também que o e-Actros produzido em série será superior ao protótipo, principalmente em alcance, potência e segurança. Com relação a capacidade de carga, o modelo em produção estará à altura do modelo convencional.

A base técnica do eActros será utilizada para permitira a produção do eEconic. O segundo caminhão elétrico da Mercedes-Benz será focado em operações urbanas, com rotas curtas – até 100 km. Uma das aplicações será a coleta e descarte de resíduos, como lixo residencial e de escritórios.

Daimler foca eletrificação, incluindo célula a hidrogênio

A Daimler Trucks informa que está preparada para fornecer veículos elétricos a bateria e movidos a célula de hidrogênio. Isso inclui países fora da Europa, inclusive o Brasil. Mas isso só será possível se houver infraestrutura adequada de recarga.

Diferentemente de Scania e Iveco, entre outras, as marcas do Grupo Daimler não terão modelos a gás natural liquefeito (GNL) na  América Latina. “Acreditamos que a tecnologia a gás é apenas uma ponte para os próximos dois anos. Nosso foco é totalmente em elétricos e caminhões movidos a hidrogênio”, diz Jurytko.

Recentemente, a Mercedes-Benz GenH2, um caminhão movido a hidrogênio líquido. O protótipo tem autonomia para rodar até mil quilômetros, de acordo com informações da fabricante. Os testes com clientes em operações reais começam em 2023 na Europa.

Mercedes-Benz não revela planos para o Brasil

A Mercedes-Benz não revela detalhes de sua estratégia para veículos comerciais elétricos no Brasil. Enquanto isso, outras marcas avançam no segmento no País. É o caso da chinesa JAC Motors, que acaba de lançar o caminhão elétrico iEV1200T no País. O modelo urbano foca operações de coleta e distribuição de mercadorias.

A também chinesa BYD já havia lançado um caminhão elétrico no mercado brasileiro. Trata-se do T8 4×2, modelo utilizado para coleta de lixo.

A Volkswagen Caminhões e Ônibus promete lançar o e-Delivery no Brasil em 2021. Assim como o Delivery com motor a combustão, a versão elétrica será feita na planta da marca em Resende, no Rio de Janeiro.

Notícias relacionadas