Você está lendo...
BYD eT3 com maior capacidade de carga e nova bateria chega em julho
Notícias

BYD eT3 com maior capacidade de carga e nova bateria chega em julho

Furgão elétrico mais vendido do Brasil, BYD eT3 chega renovado a partir de julho com baterias mais leves e seguras e autonomia de até 300 km

Andrea Ramos

28 de abr, 2022 · 5 minutos de leitura.

BYD
Abre
Crédito:

O BYD eT3 vai mudar no Brasil. A partir de julho, o furgão elétrico chega com novas baterias. Além disso, a capacidade de carga aumentou em 90 quilos. Segundo o diretor de vendas da BYD Brasil, Henrique Antunes (abaixo), o eT3 será oferecido com as baterias Blade. Ou seja, o mesmo conjunto utilizada nos veículos de passeio da marca. É o caso do sedã Han, que acaba de ser lançado no País. 

De acordo com a BYD, o principal destaque é a maior segurança. Em outras palavras, não há risco de explosão mesmo em situações críticas. Os testes incluíram simulação de perfuração com prego. A marca informa que sequer houve produção de fumaça.


Leia também: Ford Transit furgão chega ao Brasil com preço a partir de R$ 239.900

Conforme dados da marca, nos testes a temperatura da superfície das baterias ficou entre 30 ºC e 60 ºC. No mesmo tipo de simulação com baterias de lítio, a temperatura passou de 500 ºC. Além disso, o dispositivo queimou. Segundo a BYD, a Blade foi submetida a esmagamento e torção. Bem como foi aquecida em forno a 300 ºC e receber sobrecarga de 260%.

A marca informa que a bateria é formada por lâminas. Portanto, pesa menos que uma peça equivalente da geração anterior. Ou seja, o ganho foi revertido na maior capacidade de carga do eT3. Porém, não houve mudança no desempenho. Assim, a autonomia do furgão continua sendo de 300 km.


Vendas do BYD eT3 estão em alta no Brasil

Segundo a BYD, as vendas do eT3 cresceram 531% no Brasil em 2021. Porém, em unidades o número ainda é pequeno. Ou seja, passou de 19 emplacamentos em 2020 para 120 no ano passado. Seja como for, o resultado é melhor que o do Renault Kangoo ZE, seu principal concorrente. 

Além disso, a expectativa é de que o crescimento em 2022 seja de 100%. De acordo com Antunes, a alta tem a ver com a expansão do comércio eletrônico no País. Além disso, ele lembra que cada vez mais os grandes embarcadores buscam soluções para atender as boras práticas de ESG. Isso inclui a redução de emissões de poluentes por veículos.

Ademais, Antunes diz que a demanda por parte das locadoras vai crescer. Recentemente, a Movida investiu R$ 100 milhões na compra de 250 elétricos da BYD. A compra inclui os modelos eT3 e o SUV de luxo TAN EV. Aliás, a locadora vai receber os primeiros eT3 renovados em julho.


Segundo o executivo, a falta de componentes que vem afetando todas as montadoras não é um problema. ?A BYD tem uma produção extremamente vertical. Nesse sentido, é dona de uma fábrica de semicondutores na China. Portanto, é capaz de atender o aumento da demanda."

Deixe sua opinião