Você está lendo...
Movida investe R$ 100 milhões na compra 250 SUVs e furgões elétricos da BYD
Gestão

Movida investe R$ 100 milhões na compra 250 SUVs e furgões elétricos da BYD

A Movida, locadora de veículos, investe R$ 100 milhões na compra de veículos elétricos da BYD. Empresa quer ter 20% da frota eletrificada até 2030

Andrea Ramos

20 de abr, 2022 · 7 minutos de leitura.

Movida compra BYD
Movida compra BYD
Crédito:Movida/Divulgação
Movida compra BYD

A Movida está investindo R$ 100 milhões na compra de 250 veículos elétricos da BYD. Segundo a locadora, são dois tipos de veículos diferentes. Ou seja, o recém-lançado SUV de luxo TAN EV e o furgão eT3. A Movida Cargo vai incorporar o utilitário à frota. Trata-e da divisão de locação de utilitários da empresa.

Conforme o CEO da Movida, Renato Franklin, esse é um dos maiores investimentos feitos na compra de veículos elétricos no Brasil. Ele explica que a nova frota visa atender uma mudança no comportamento do consumidor. Ou seja, cada vez mais empresas buscam veículos elétricos. Sobretudo para reduzir as emissões de carbono.

BYD eT3 vai compor frota da Movida Cargo; FOTO: BYD

De acordo com ele, o consumidor despertou para a eletrificação. "Ele percebeu que o veículo elétrico traz várias vantagens. Assim como o fato entendeu que a locação pode ser bem mais vantajosa que a compra." Seja como for, o executivo afirma que, com os novos modelos, a Movida pretende atender tanto pessoas físicas quanto empresas. Ele lembra que o aumento das compras pela internet é um dos fatores que vem provocando essa mudança.

Frota de elétricos da Movida vai crescer ainda mais

De acordo com Franklin, a Movida terá 20% de sua frota eletrificada até 2030. Dessa forma, o objetivo é reduzir em 30% as emissões de gases que causam o efeito estufa. Atualmente a locadora tem 187 mil veículos. Porém, de elétricos e híbridos há apenas 600. Além disso, a maior parte é de automóveis.

Seja como for, os novos veículos vão atender públicos distintos. O SUV TAN é um modelo do segmento Premium. Segundo Franklin, as primeiras entregas começam em maio. As famílias são o foco do modelo. Nesse sentido, o carro tem sete lugares e autonomia para rodar até 437 km entre as recargas.


TAN EV tem sete lugares e autonomia passa dos 430 km. FOTO: BYD

Embora seja um modelo comercial, o furgão eT3 da Movida Cargo também deve atender pessoas físicas. Ou seja, que atuam em operações de entregas urbanas. De acordo com Franklin, esses usuários devem responder por 50% dos contratos de locação do modelo. Frotistas e empresas do setor de varejo devem dividir a outra metade.

Movida já aluga modelos da Citroën e Peugeot

"Apesar de a locação do veículo elétrico custar quase o dobro da de um modelo equivalente convencional, o retorno operacional é alto. Ou seja, o TCO (custo total de propriedade) é menor", diz o executivo. Ele afirma que isso fica ainda mais evidente em períodos de alta no preço dos combustíveis, como agora.


O eT3 tem autonomia de até 300 km e começa a ser entregue à Movida em julho. De acordo com Franklin, a BYD vai entregar todos os 250 veículos em até 12 meses. Contudo, Franklin não descarta a possibilidade de ampliar a frota de veículos comerciais elétricos da locadora. Tanto com modelos da BYD quanto de outras marcas.

Atualmente, a movida já oferece utilitários elétricos Peugeot e-Expert e Citroën e-Jumpy. Os dois modelos foram lançados no Brasil no fim de 2021.

Movida Cargo cresceu mais de 1.800%

De acordo com Franklin, no ano passado a Movida Cargo registrou alta no faturamento superior a 1.800% em relação a 2020, quando foi criada. Nesse mesmo sentido, a nova unidade de negócio registrou um grande crescimento no número de contratos firmados em 2021.


Vale ressaltar que a Movida Cargo faz parte do mesmo grupo da Vamos Locação. A companhia é focada na locação de veículos pesados, como caminhões, máquinas e equipamentos.

Ecossistema para a eletrificação

Além dos veículos, a Movida oferece locação de carregadores para veículos elétricos. E, recentemente, a inaugurou em São Paulo a primeira loja direcionada na ampliação do ecossistema da mobilidade elétrica. Localizado na Marginal Tietê, o local conta com carregadores rápidos e ultrarrápidos que podem ser utilizados pelos clientes da empresa.

Da mesma forma, há dez carregadores standard, que permitem a recarga de até 25 veículos por dia. Porém, nesse caso o carregamento é feito em até 5 horas. Por sua vez, os carregadores ultrarrápidos permitem repor a energia da bateria em 40 minutos.


"Nosso objetivo é desmistificar a eletrificação", diz Franklin. "Bem como colaborar para a implementação da cultura do carro elétrico, mostrando seus benefícios."