Mercedes-Benz e Alemanha investem R$ 37 milhões projeto de saúde no Brasil

Mercedes-Benz do Brasil idealizou projeto que, junto com o apoio do governo alemão, levará atendimento de saúde às regiões mais remotas do País

Andrea Ramos

06 de mar, 2021 · 7 minutos de leitura.

Carreta MB" >
Carreta MB
Crédito:Mercedes-Benz/Divulgação
Mercedes-Benz e governo alemão levam saúde à comunidades carentes do Brasil

A Mercedes-Benz e o governo da Alemanha vão investir ? 5,5 milhões no Brasil. Ou seja, mais de R$ 37 milhões. Porém. o dinheiro não será usado em negócios. Mas para ampliar o número de unidades móveis de saúde da empresa no País.

Assim, a iniciativa é a extensão de um projeto idealizado pela Mercedes-Benz. Inicialmente, havia apenas uma Unidade Móvel de Tomografia. Ela começou a atura em 2020 no combate à covid-19, na cidade de São Paulo.

Você também vai gostar de


LEIA TAMBÉM: Eixo elétrico da Meritor feito nos EUA pode ser vendido no Brasil

Meta é atender 250 mil pessoas

Agora, mais sete carretas vão fazer parte do projeto. Com isso, serão oito equipamentos completos. Desse modo, vai ser possível atender regiões mais remotas do Brasil.

Ou seja, as carretas irão à áreas rurais e também indígenas. Com isso, vão garantir o acesso de muito mais pessoas ao serviço de atendimento de saúde.

Além de tomografia, as oito unidades vão ter mais equipamentos. Nesse sentido, receberão máquinas para exames oftalmológicos e até radiografias, entre outras especialidades.

Mercedes-Benz Actros vão puxar as carretas

Além disso, uma equipe médica vai realizar consultas. Assim com orientar os pacientes atendidos pelo programa. Segundo a Mercedes-Benz, o objetivo é atender 250 mil pessoas em três anos. Ou seja, durante o período de duração do projeto.

Cavalos-mecânicos Actros vão puxar as carretas. A nova geração do modelo estreou no Brasil em 2020. E já está se consolidando como um sucesso de vendas.

Várias parcerias permitiram ampliar o projeto. Segundo informações do presidente e CEO da Mercedes-Benz para a América Latina, Karl Deppen, isso foi fundamental.

Responsabilidade social

De acordo com o executivo, os tipos de atendimento também serão ampliados. Com isso, mais pessoas vão poder se beneficiar da iniciativa.

?Estamos aproximando as pessoas. E com o objetivo de levar tratamento e serviços de saúde a quem não tem", diz Deppen. "Isso mostra nosso compromisso com a sustentabilidade na dimensão social.?

Continua depois do anúncio

Agora, há participação também do Ministério Federal de Cooperação Econômica e Desenvolvimento da Alemanha (BMZ). Nesse sentido, o BMZ contribuiu com ? 4,5 milhões (cerca de R$ 30,5 milhões).

Mercedes-Benz vai bancar motoristas e logística

Como resultado desse investimento, vão ser compradas sete novas unidades móveis. Bem como todos os equipamentos necessários.

Ao mesmo tempo, a Mercedes-Benz do Brasil fornecerá os caminhões. Da mesma forma, a empresa vai bancar os motoristas, bem como a manutenção dos veículos e a administração do projeto.

Segundo a empresa, esses custos são estimados em ? 1 milhão (cerca de R$ 6,5 milhões). Esses valores são em horas de trabalho (não monetário).

Parcerias viabilizaram o projeto

Segundo a Mercedes-Benz do Brasil, várias parceiros se envolveram no projeto. São elas: Sociedade Beneficente Albert Einstein, CIES Global, SAS Brasil, Renovatio e Instituto Luz para Vida.

Todas entraram com a jornada de trabalho. Já a Fleximedical, a Labor e a Canon Medical participam com a montagem das carretas.

O SAS atua no Rally dos Sertões no Centro-Oeste e Nordeste. Somada à Unidade Móvel de Tomografia, o CIES Global atuará em São Paulo com uma segunda carreta. Agora, vão poder ser feitas até cirurgias menos complexas.

Governo e empresa juntos

O Instituto Luz para Vida, por sua vez, prestará atendimento no Sudeste e Nordeste do País. Já o Renovatio atuará na região Sul.

A participação do governo alemão é fruto do programa develoPPP.de. Ou seja, é uma iniciativa do BMZ. E contou com o suporte da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha, de São Paulo

Assim, foi implementado pela Deutsche Investitions (DEG). A instituição de fomento e financiamento está presente no Brasil desde os anos 1980.

Diagnóstico de covid-19

"A covid-19 abalou o mundo. Por isso, estamos trabalhando com a Mercedes-Benz nessas oito Unidades Móveis de Saúde", diz o ministro de cooperação econômica e desenvolvimento da Alemanha, Gerd Müller.

Segundo ele, nas unidades também vai ser possível fazer o diagnóstico de infecções causadas pelo coronavírus. "Bem como atender outras emergências médicas.?

Saúde do caminhoneiro

A nova fase do projeto começa até o início do segundo semestre de 2021. Segundo informações da Mercedes-Benz divulgadas durante o evento de assinatura do acordo.

Ou seja, assim que os veículos estejam prontos. Nesse sentido, o desenho da logística também deverá ter sido concluído.

Da mesma forma, o projeto dará atenção à saúde do caminhoneiro. Juntamente com a Sociedade Beneficente Albert Einstein, o projeto vai atuar nas rodovias. E também em portos e outros locais de alta concentração de motoristas.