Redação

26/10/2020 - 6 minutos de leitura.

VIX Logística inicia operação com ônibus elétrico para fretamento

Empresa do grupo Águia Branca vai operar com o primeiro ônibus elétrico rodoviário para transporte de fretamento no Espírito Santo. O chassi BYD tem custo operacional até 70% menor do que um movido a diesel, segundo a fabricante

ônibus elétrico
Crédito: Divulgação/ VIX

A VIX Logística, empresa do Grupo Águia Branca, inicia sua primeira operação de ônibus elétrico rodoviário. O veículo irá percorrer estradas do Estado do Espírito Santo em operação de fretamento para transporte de funcionários de empresas. O chassi do ônibus elétrico é fabricado pela BYD e a carroceria é um modelo Marcopolo Viaggio 1050.

Com 18 meses de duração, o projeto piloto é uma parceria entre a Vix Logística com a EDP, WEG e CERTI. O programa recebeu investimento de R$ 6,6 milhões. Também estão contempladas quatro estações de recarga que operam de forma integrada.

A EDP é responsável pela gestão geral do projeto, além de prover os serviços de mobilidade elétrica e operação dos carregadores. A VIX Logística será a operadora do ônibus que realizará os testes de funcionalidade e as análises de viabilidade.

Já a WEG participa como fornecedora das soluções para recarga rápida das baterias de íons de lítio do ônibus.E a CERTI contribuirá com estudos específicos de mercado, questões regulatórias e análises de viabilidade econômica.

Ônibus elétrico tem autonomia de até 350 km

Com autonomia para rodar até 350 km entre as recargas da bateria, o BYD D9F é o primeiro veículo do tipo no Brasil destinado às operações de fretamento de curtas e médias distâncias. Com potência de até 410 CV e dois motores elétricos integrados às rodas do eixo traseiro, possui carregamento rápido em até quatro horas. O veículo tem 12,9 metros de comprimento e capacidade para 44 passageiros.

Segundo informações da VIX logística, uma série de dispositivos de segurança e conforto estão presentes no veículo. Entre eles, visão 360 com câmeras auxiliares, sensor de visão térmica e de fadiga. Além de um sistema de inteligência artificial que atua na prevenção de colisões.

“O ônibus elétrico de uso rodoviário nos permitirá avaliar a viabilidade da eletrificação do sistema de transporte rodoviário de passageiros”, comenta o presidente da VIX Logística, Kaumer Chieppe.

Segundo o executivo, o projeto contará com testes em ambiente real, em linhas selecionadas, em diversos clientes VIX. “Isso nos possibilitará evoluir para obtenção de custos competitivos em tecnologias alternativas ao diesel.”

Como não emite gases nocivos à saúde ou ao meio ambiente, o ônibus elétrico possui um ciclo de vida sustentável, com alto potencial para contribuir para a redução das emissões locais e atmosféricas.

Custo operacional até 70% menor

De acordo com a BYD, entre as principais vantagens do ônibus elétrico estão a eliminação de emissão de gases resultantes da queima de combustíveis sólidos e a eliminação de ruídos internos e externos. Por ser silencioso, o veículo também leva vantagem oferecendo maior conforto aos passageiros.

Ainda segundo a fabricante do chassi elétrico, outro destaque é o custo operacional do ônibus elétrico. A redução entre 60 e 70% menor em comparação com um ônibus a diesel convencional. O ônibus também apresenta maior disponibilidade. Isso porque  o número reduzido de peças diminui em até 60% a necessidade de manutenção.

Quatro estações de recarga da WEG Electric Mobility estarão espalhadas pelo Espirito Santo. Sendo duas em garagens do Grupo Águia Branca e outras duas em localidades próximas a clientes da VIX. Para recarregar a bateria de íons de lítio do ônibus elétrico estima-se o tempo médio de 3 a 4 horas. Mas isso dependerá do nível de carga das baterias. O veículo traz ainda um sistema de regeneração que permite o carregamento da bateria em frenagens.

Notícias relacionadas