Notícias

Retrospectiva 2021: os ônibus e tecnologias lançados no Brasil neste ano

Ano foi marcado por lançamentos importantes, inclusive no campo da eletrificação, apesar do setor de ônibus ainda sofrer efeitos da pandemia

Andrea Ramos

28 de dez, 2021 · 13 minutos de leitura.

Turis Silva começa a rodar com ônibus a gás
Turis Silva começa a rodar com ônibus a gás da Scania
Crédito:Scannia/Divulgação
Turis Silva começa a rodar com ônibus a gás

Em março de 2020, a pandemia da Covid-19 contaminou o mercado de ônibus. Além da retração nas vendas, a indústria se viu obrigada a deixar de fazer lançamentos. Afinal, o mercado não estava comprador, e fábricas pararam em todo o País. Contudo, a queda das vendas no setor não impediu o desenvolvimento tecnológico. Nesse sentido, o mercado reagiu em 2021 e mostrou novidades.

O ritmo, claro, não é o mesmo dos anos anteriores à pandemia. Mas, ainda assim, 2021 foi marcado por importantes lançamentos. A Mercedes-Benz, por exemplo, trouxe o primeiro ônibus elétrico feito no Brasil. E a Marcopolo, depois de um hiato de 12 anos, atualizou suas carrocerias do segmento rodoviário. A seguir, Estradão relembra essas e outras novidades do mercado de ônibus.

LEIA TAMBÉM: Homtruck é o caminhão da Geely para brigar com o Tesla Semi

Ford retorna com a Transit passageiros

A Ford Transit está de volta ofertando no mercado modelos direcionados ao transporte de passageiros. A linha chega ao País na sua quarta geração, vinda do Uruguai. O modelo é montado na fábrica da Nordex em sistema SKD.

A Transit traz sistemas automáticos de segurança. E chega nas versões de passageiros. Ou seja, nas configurações 14+1, 15+1, 17+1 e 18+1, além da vidrada. Esta é focada em quem precisa de veículos personalizados.

Iveco lança seu micro-ônibus e renova Daily passageiros

Iveco Bus lançou em setembro o micro-ônibus 10-190. Modelo direcionado aos segmentos urbano, de fretamento e turismo. O veículo tem peso bruto total (PBT), de 10,5 toneladas, e motor FPT que gera 190 cv de potência a 2.500 rpm e 62,2 mkgf de torque a partir das 1.350 rpm. A transmissão é manual de seis velocidades 6206 B, fornecida pela Eaton.

Mas além do micro-ônibus, a Iveco renovou em 2021 a linha Daily de passageiros. Com isso, os veículos passaram a ter o mesmo desenho da gama de carga. Assim, a nova linha Iveco Bus é oferecida na versão 45-170, com peso bruto total (PBT) de 4,2 toneladas e rodado simples. O modelo pode transportar até 15 passageiros, além do motorista.

Além disso, há a configuração 50-170, para 18 ou 20 passageiros, mais o motorista. O modelo é de rodado duplo traseiro e tem PBT de 5 t.

Mercedes-Benz traz o super Padron e apresenta chassi elétrico

Com investimentos na ordem de R$ 1 milhão de reais, a marca da estrela lançou em março o ônibus O 500 R Super Padron. Dessa forma, ela inaugura a categoria de urbanos de 14 metros. Sendo capaz de transportar até 100 pessoas.

Dessa forma, o O500 R 1830 se adequa às operações em horários de pico e entrepicos. Tornando a operação mais produtiva.

A fabricante também apresentou o eO500U, primeiro chassi de ônibus elétrico feito no Brasil. Trata-se de uma versão 100% elétrica do O500, que tem motor a diesel. Nesse sentido, a novidade compartilha tecnologias do ônibus elétrico e-Citaro vendido no mercado europeu.

Continua depois do anúncio

Trata-se de um projeto que levou R$ 100 milhões de investimentos. Com autonomia de 300 e tração 4x2, o modelo é um padron de piso baixo. Portanto, pode receber carrocerias de até 13,2 metros de comprimento. Ou seja, com capacidade para transportar até 83 passageiros, dos quais 29 sentados. As vendas do modelo começam no segundo semestre de 2022.

Scania traz alternativas ao diesel

Tão logo o lançamento, a Scania vendeu o seu primeiro chassi de ônibus a gás. O comprador foi a Turis Silva, do Rio Grande do Sul.

O ônibus a gás percorre a rota entre Porto Alegre a Charqueadas. Assim, roda cerca de 190 km por dia no transporte dos colaboradores da usina de aços especiais da Gerdau.

O chassi a gás da Scania é o K 320 4x2. O modelo tem motor traseiro com potência de 320 cv. De ciclo Otto, pode rodar com 100% de gás, biometano ou mistura de ambos. Dessa forma, atende à norma de emissões de poluentes Proconve 8 (equivalente ao Euro 6).

Assim, para a operação, foram instalados oito cilindros de gás na lateral dianteira do chassi. A autonomia chega a 300 km. Mas a quantidade de cilindros é colocada conforme a operação de cada cliente.

Volkswagen destinado ao fretamento

Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWCO) aumentou a oferta de chassi de ônibus com o lançamento do 15.190 ODS. O modelo chega na opção para carrocerias de até 11 metros de comprimento e até 15 toneladas de peso bruto total (PBT).

O Volkswagen 15.190 ODS tem motor MAN D0834 190. Ou seja, um quatro-cilindros de 4,6 litros que gera 186 cv de potência a 2.400 rpm e 71,4 mkgf a partir de 1.100 rpm.

Outra novidade da Volksbus é o chassi 10.160 OD de micro-ônibus que pode transportar até 36 passageiros. O motor é o Cummins de 3,8 litros que gera 162 cv de potência e 61,2 kgfm de torque a partir das 1.300 rpm. Fornecido pela ZF, o câmbio é manual de cinco marchas.

Da mesma maneira, a marca lançou o 22.280 ODS. Direcionado aos serviços de transporte nos quais o articulado ficou grande demais. Assim, o veículo é configurado com um terceiro eixo direcional na dianteira. Com isso, o arranjo permite capacidade para 115 passageiros em carroceria de até 15 metros.

Rodoviários Volvo estão 5% mais econômicos

A Volvo Buses renovou seus chassis rodoviários. Segundo a empresa, os modelos B420R+ e B450R+ ganharam soluções que podem reduzir o consumo de diesel em até 5%.

Os dois chassis são voltados a operações rodoviárias de longa distância, trajetos médio de 400 km. Assim, podem receber carrocerias do tipo doble decker (duplo piso) e low driver. Ou seja, com o posto do motorista rebaixado no primeiro piso.

Dessa forma, podem ter configurações com tração 6x2 e 8x2. O motor é o Volvo de 13 litros com potências que vão de 420 cv a 450 cv.

Além disso, eles têm novo sistema de Arla 32 que, segundo a marca, traz um novo módulo eletrônico de comando. Logo, já atendem as regras do Proconve P8, que entrará em vigor no Brasil em 2023.

Chassi híbrido em teste

O ônibus híbrido da Itaipu está em testes. O modelo que tem carroceria da Mascarello atende um pedido feito pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). A empresa é pública. E está ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

O novo ônibus tem motores a combustão e elétrico. Assim, vai poder rodar com eletricidade e com um combustível renovável, no caso o etanol.

Encarroçadoras apostam na retomada

A Busscar apresentou neste ano o El Buss FT. O modelo destinado ao transporte de fretamento e intermunicipal tem motor dianteiro. Assim, pode receber chassis da Mercedes-Benz e da Volkswagen.

Segundo o fabricante, a configuração interna varia conforme o tipo de operação. Seja como for, o El Buss FT vem equipado com piso que imita madeira. E as poltronas usam tecido macio ao toque. Com isso, a marca quis elevar o conforto a bordo.

Marcopolo traz G8 com 140 novidades

Marcopolo acaba de lançar a nova gama de ônibus rodoviários Geração 8 ou G8. A família estreia 12 anos após o lançamento da Geração 7.

Seja como for, a G8 conta com carroceria Viaggio para curtas e médias distâncias. Bem como o Paradiso, para viagens de longas distâncias. Além disso, esta última conta com a opção de carroceria Double Decker.

De acordo informações da empresa, independentemente da versão, a G8 tem cerca de 140 novidades. Nesse sentido, a empresa registrou 70 novas patentes.

Ademais, a Geração traz oito opções de itens de desinfecção. Bem como ar-condicionado por meio de luz UV-C, capas antimicrobianas e dispensadores de álcool em gel.

Para fretamento

A Marcopolo também lançou em 2021 o Viaggio 800. Com o objetivo de atender o segmento premium do fretamento.

Nesse sentido, o novo ônibus tem configurações de 48 e 52 lugares. Segundo a empresa, por ter 2.600 mm de largura, a novidade oferece mais conforto e maior espaço interno. Há ainda opções de 12.400 mm a 13.500 mm de comprimento, conforme a configuração dos bancos.

Volare renova a gama micro

Volare renovou a linha Attack de micro-ônibus. Gama composta pelos modelos New Attack 8 e New Attack 9, destinadas às atividades off-road e mistas de transporte.

Os modelos chegaram com diferentes comprimentos. Assim, podem transportar de 19 a 44 passageiros, conforme a configuração.

Dessa forma, atendem operações de transporte escolar, executivo, fretamento, rural e especiais. Assim, a largura pode ser 2.200 mm e 2.320 mm.

A linha New Attack conta com três opções de motor, de acordo com o tipo de chassi. Para o da Agrale, o motor é o Cummins ISF de 3,8 litros. A potência pode ser de 152 ou 162 cv. No caso do chassi Mercedes-Benz, o motor é o OM 924 LA, que gera 156 cv.