Mercado

Iveco lança chassi de micro-ônibus 10-190 na Lat.Bus 2021

Novo chassi Iveco 10-190 para micro-ônibus tem entre-eixos de 4,5 e 4,8 m e é direcionado a aplicações urbanas, de fretamento e turismo

Andrea Ramos

21 de set, 2021 · 5 minutos de leitura.

Iveco lança chassi 10-190 durante a Lat.Bus" >
Iveco lança chassi 10-190 durante a Lat.Bus
Crédito:Iveco/Divulgação
Iveco lança chassi 10-190 durante a Lat.Bus

A Iveco apresentou na Lat.Bus sua aposta para o segmento de micro-ônibus no Brasil. Trata-se do chassi 10-190, direcionado aos segmentos urbano, de fretamento e turismo. Segundo a empresa, o peso bruto total (PBT), de 10,5 toneladas, é o maior do segmento.

Conforme a fabricante, o motor é o FPT de quatro-cilindros em linha que gera 190 cv de potência a 2.500 rpm e 62,2 mkgf de torque a partir das 1.350 rpm. Além disso, a transmissão é manual de seis velocidades 6206 B, fornecida pela Eaton.

Ou seja, trata-se do primeiro chassi do tipo com câmbio de seis marchas. De acordo com informações da Iveco, isso garante menor consumo de combustível. Bem como redução nas emissões de poluentes.

Novo Iveco pode levar 36 passageiros

Segundo o gerente de marketing da Iveco Bus, Roberto Pavan, o câmbio de seis marcas em conjunto como o bom torque permitem que o motor trabalhe com folga. Assim, isso evita constantes trocas de marcha, sobretudo no uso urbano.

?Nosso objetivo é oferecer um chassi que tenha um ótimo custo total de propriedade (TCO). Mas que também ofereça segurança e conforto para motorista e passageiros?, diz Pavan. Aliás, ele afirma que o modelo pode levar até 36 passageiros e tem predisposição para instalação de ar condicionado.

Além disso, a marca destaca a posição mais ergonômica do posto de condução. Bem como painel de instrumentos de fácil leitura. Nesse sentido, os sistemas mais utilizados, como o nível do óleo, ficam destacados para permitir uma visualização mais rápida e clara.

Compatível com vários tipos de carroceria

Da mesma forma, o chassi Iveco 10-190 tem alternador de 90 ampères e duas baterias de 135 ampères cada. Portanto, está preparado para atender uma alta demanda elétrica. Além disso, tanto a suspensão dianteira quanto a traseira têm molas semielípticas e barra estabilizadora.

Segundo a Iveco, isso traz mais resistência e amplia o conforto. Juntamente com isso, o chassi virá de  série com 4.500 mm de distância entre os eixos. Simultaneamente, a marca marca dispõe de opção com 4.800 mm de entre-eixos.

Os pneus têm medidas 235/75 R 17,5 e as rodas são de 17,5 X 6,75. Enfim, para facilitar o trabalho do  encarroçador o escapamento tem saída na parte traseira. Aliás, a área de engenharia da empresa informa que o novo chassi é compatível com diversas opções de carroceria disponíveis no mercado.

Uma década no Brasil

Como resultado, a Iveco quer investir nas parcerias. Nesse sentido, pretende fechar acordos com mais encarroçadores no exterior. Assim, poderá expandir sua participação nas vendas em outros mercados da América Latina. Bem como em países nos quais ainda não atua.

Continua depois do anúncio

Diretor da Iveco Bus, Danilo Fetzner diz que apesar de a marca ter apenas dez anos de presença no Brasil, conseguiu expandir bastante o portfólio. Segundo ele, isso é resultado também dos bons negócios gerados pelo Programa Caminho da Escola.

Bem como das vendas de lançamentos recentes, como a van Daily destinada às operações de passageiros. Segundo Fetznerou, isso permite que a empresa renove suas apostas no País. Portanto, a empresa continuará investindo no mercado brasileiro.

Assim, ele antecipa que haverá novos lançamentos no segmento de passageiro. Além disso, a empresa deve ingressar em novas frentes de negócio. Em 2020, a Iveco conquistou 3,6% de participação de mercado no País. Neste ano, até agosto, a marca dobrou suas vendas para 7,2%.