Andrea Ramos

08.05.2020 | 9:23

BYD lança o primeiro ônibus elétrico rodoviário do Brasil

Com autonomia de 400 km, BYD D9F é o primeiro ônibus elétrico oferecido no Brasil para atender operações de fretamento e rodoviária de curta e média distâncias

BYD lança o primeiro ônibus elétrico a bateria do Brasil para uso rodoviário e fretamento
Crédito: BYD/Divulgação

A BYD acaba de apresentar o D9F, primeiro ônibus elétrico rodoviário à venda no Brasil. O modelo é destinado às operações de fretamento e rodoviária de curta e média distâncias. O novo ônibus elétrico tem autonomia para rodar até 400 km entre as recargas da bateria.



O BYD D9F tem dois motores elétricos produzidos pela própria marca. Trata-se do BYD – 2912TZ -XY-A. A potência total combinada é de cerca de 402 cv, de acordo com informações da empresa. Esses motores são integrados às rodas do eixo traseiro.

LEIA TAMBÉM: Ônibus elétricos da BYD podem ser financiados pela Finame

O inédito chassi rodoviário elétrico recebe carroceria Marcopolo Viaggio 1050

O novo ônibus elétrico rodoviário da BYD utiliza carroceria Viaggio, na versão 1050, fabricada pela Marcopolo. O chassi produzido na fábrica da BYD em Campinas, interior paulista, é tubular. Esse tipo de construção dispensa a necessidade de alongamento para carrocerias de até 13,2 metros.

Novo ônibus elétrico da BYD é inédito no segmento

Entre as vantagens do ônibus elétrico está o nível zero de emissões de poluentes, como o CO2. A informação é do diretor da divisão de ônibus da BYD, Marcello Schneider.

O executivo chama a atenção para os 400 km de autonomia entre as recargas das baterias “As operadoras de curta e média distâncias passam a contar com uma ótima opção em termos de desempenho e economia.” A recarga completa das baterias é feita em cerca de quatro horas em recarregadores rápidos.

Outro destaque do ônibus elétrico, segundo Schneider, é a maior disponibilidade. Isso porque o modelo tem muito menos peças que um similar com motor a combustão.

Custo de operação Novo ônibus elétrico

Segundo o executivo, o custo operacional é cerca de 70% menor na comparação com um ônibus a diesel convencional. Isso faz com que o modelo passe a ser uma alternativa interessante. Sobretudo no atual momento, em que a busca pela redução de custos é ainda maior.

Por ser silencioso, o BYD D9F também leva vantagem em operações que envolvam rodoviárias em centros urbanos. Outro destaque é o sistema de suspensão integral a ar. De série o ônibus elétrico traz equipamentos como sistema de freios a disco com ABS e controle de tração.

Na versão de entrada, o BYD D9F tem 12,9 metros de comprimento e capacidade para 44 passageiros. Há ainda ar-condicionado e poltrona móvel que permite acessibilidade total à cabine. Sistemas de som e entretenimento, além de entradas USB em todos os assentos também fazem parte do pacote.

Notícias relacionadas