Redação

30/04/2021 - 4 minutos de leitura.

Wemobi cria canal para mulheres denunciarem assédio em meios de transporte

Por causa do medo que as mulheres têm do assédio, a wemobi implantou um canal de denúncia via aplicativo de mensagens para proporcionar mais segurança

Assédio

A wemobi criou um canal exclusivo para atender mulheres vítimas de assédio em meios de transporte. A plataforma foca ônibus intermunicipais. Assim, o atendimento é feito pelo WhatsApp (11) 98954-6496. As vítimas podem comunicar qualquer tipo de situação. Ou seja, de constrangimento até violência.

O serviço foi batizado de weHelp. E surgiu, portanto, para ajudar a combater uma triste realidade: 97% das passageiras já sofreram algum tipo de assédio em meios de transporte.

Leia também: Volvo projeta alta de 13% nas vendas de ônibus em 2021

Equipe de atendimento só tem mulheres

O dado é resultado de uma pesquisa pesquisa feita pelos Institutos Patrícia Galvão e Locomotiva com apoio da Uber. As vítimas relatam ocorrências em ônibus, trens, metrô e até em carros de aplicativo.

Segundo a wemobi, a equipe de atendentes é formada só por mulheres. Além disso, o canal funciona 24 horas, todos os dias da semana.

Nos ônibus, a denúncia pode ser feita imediatamente. Para isso, todos os veículos têm um telefone que permite falar diretamente com o motorista.

A wemobi também fez um levantamento com as usuárias da plataforma. E constatou que 75% delas deixaram de viajar sozinhas por medo. Além disso, 88% disseram que o risco de assédio afeta diretamente a escolha da empresa ônibus.

Foco na expansão

A iniciativa tem como objetivo fidelizar passageiros. Além de também aumentar sua participação de mercado.

Criada em 2020, a startup promete bilhetes com preços mais baixos que os de empresas tradicionais. Dessa forma, todo o processo é feito de forma digital. Ou seja, da compra ao embarque, validado por meio de QR code.

A wemobi informa que está ampliando os investimentos para crescer. Segundo a empresa, isso inclui novos pontos de embarque. Assim como os horários de partida.

De acordo com a startup, no Rio de Janeiro há pontos na Barra da Tijuca, Rodoviária Novo Rio e posto GNV Glória. E em São Paulo, nos terminais rodoviários do Tietê e da Barra Funda.

Bem como no Shopping Tamboré, em Barueri. Em Belo Horizonte, a ponto fica no Terminal Turístico JK. Por sua vez, em Curitiba a parada e no Terminal Rodoviário e no aeroporto Afonso Pena.

Notícias relacionadas