Redação

21/04/2021 - 6 minutos de leitura.

Volvo lançará elétricos FH, FM e FMX na Europa ainda neste ano

Volvo começa a vender nova linha de caminhões elétricos este ano, mas as primeiras entregas devem ocorrer apenas no fim de 2022

Volvo eletrificado
Volvo eletrificado Crédito: Volvo/Divulgação

A Volvo está fortemente empenhada na criação de sistema de transporte mais limpo. Nesse sentido, a marca sueca passa a vender os elétricos FH, FM e FMX na Europa neste ano.

No entanto, a produção dos novos modelo terá início no segundo semestre de 2022. Ou seja, as primeiras entregas só serão feitas em cerca de dois anos.

Essa não será a primeira investida da empresa no segmento de caminhões elétricos. Nesse sentido, desde 2019 a marca oferece o FL e FE movidos a eletricidade para operações urbanas.

Europa vem apertando controle de emissões

Desse modo, a Volvo pretende atender uma ampla variedade de operações de transporte. Sobretudo na Europa. Em breve, ao menos metade do transporte no continente serão feitas com caminhões elétricos.

Sob o mesmo ponto de vista, os grandes embarcadores demonstram cada vez mais interesse nessa tecnologia. O objetivo é atender as cada vez mais restritivas leis de emissões de poluentes.

“Os transportadores estão percebendo que precisam iniciar a jornada de eletrificação. Tanto por questões ambientais quanto competitivas”, diz o presidente da Volvo Trucks, Roger Alm.

Volvo cada vez mais eletrificada

Portanto, a oferta dos novos caminhões elétricos faz parte dessa estratégia. Nesse sentido, os Volvo FH e FM vão viabilizar o transporte mais limpo em médias distâncias.

Ou seja, entre cidades. Além disso, a nova versão elétrica FMX viabilizará operações que precisam de caminhões silenciosos. E também ajudará a reduzir as emissões no setor de construção.

Na América do Norte, a Volvo deu início às vendas do VNR Electric em dezembro de 2020. Dessa forma, a Volvo Trucks vai oferecer seis caminhões elétricos.

Volvo FH, FM e FMX elétricos têm autonomia de 300 km

Ou seja, isso inclui caminhões médios e pesados. Nesse sentido, a Volvo já é a marca com a gama mais completa de caminhões elétricos do mercado.

Os modelos FH, FM e FMX elétricos têm autonomia de até 300 km. A potência é equivalente a 660 cv e o torque, a 245 mkgf.

A capacidade das baterias chega a 540 kWh. Além disso, esses modelos têm Peso Bruto Total Combinado (PBTC) de 44 toneladas.

Volvo quer ter 50% do mercado de elétricos em 2030

Segundo a marca, a gama elétrica poderá atender quase metade da demanda por transporte de carga na Europa. Segundo o relatório “Transporte rodoviário de cargas à distância” (2018), da Eurostat.

De acordo com o levantamento, 45% das mercadorias que circulam na Europa são transportadas por distâncias interiores a 300 km. Segundo a União Europeia, essas operações respondem por cerca de 6% das emissões totais de CO2.

“Há um enorme potencial para eletrificar o transporte por caminhões”, diz o presidente da Volvo. De acordo com ele, a marca pretende conquistar 50% das vendas do setor na Europa até 2030.

Células a hidrogênio

Ao mesmo tempo, a marca aposta na eletrificação de caminhões pesados. Para isso, a marca pretende utilizar células a hidrogênio.

Nesse sentido, a Volvo se uniu à Daimler. Ou seja, em março as duas companhias firmaram uma parceria para desenvolvimento, produção e venda de sistemas de células a combustível.

“Essa tecnologia está se desenvolvendo rapidamente. Nossa meta é cobrir rotas de longa distância com caminhões elétricos a células a combustível”, diz Alm.

Porém, esses modelos ainda vão demorar a chegar. De acordo com a Volvo, as vendas só devem começar na segunda metade desta década.

Notícias relacionadas