Você está lendo...
Volvo investirá R$ 1,5 bilhão no Brasil até 2025
Mercado

Volvo investirá R$ 1,5 bilhão no Brasil até 2025

O aporte financeiro da Volvo vai contemplar novos produtos e serviços, bem como a finalização dos ajustes da linha para atender a regras do Euro 6, ou Proconve P8

Aline Feltrin

03 de fev, 2022 · 6 minutos de leitura.

Volvo
Crédito:Divulgação: Volvo
Novo ciclo de investimentos chega logo após marca sueca bater recorde de vendas no Brasil

A Volvo América Latina vai investir R$ 1,5 bilhão no Brasil no período de 2022 a 2025. O grupo informa que vai focar o desenvolvimento de novos caminhões e ônibus. Além disso, a empresa pretende apostar na ampliação da oferta de serviços. 

A Volvo não revelou se o investimento inclui o processo de eletrificação de caminhões e ônibus. Também não informou se vai oferecer novos modelos a gás. Seja como for, a empresa iniciou os testes de ônibus elétricos em Santiago do Chile. Eles também vão rodar em Bogotá, na Colômbia.

Segundo a Volvo, uma parte dos recursos será utilizada para finalizar os ajustes necessários para que seus caminhões e ônibus atendam as regras do Euro 6 no Brasil. A nova fase do programa, chamado no País de Proconve P8 e voltado a veículos pesados, passa a valer no dia 1º de janeiro de 2023.


De acordo com o presidente da Volvo na América Latina, Wilson Lirmann, as atualizações de motores e veículos já haviam começado. Ou seja, parte do processo estava prevista no ciclo anterior de investimentos da companhia no País. "Ainda faltam algumas etapas", diz.

Antecipação de compras

O novo ciclo de investimentos começa em momento de boas perspectivas para o mercado brasileiro de caminhões. Conforme o presidente da Volvo, as vendas de modelos na faixa de 16 toneladas devem crescer 10% em 2022. É nesse segmento que a Volvo atua com modelos pesados e semipesados.

"A demanda será puxada por setores com alto potencial exportador, como o agronegócio, de papel e celulose e mineração", diz Lirmann. De acordo com o executivo, também deve haver a antecipação de compras para renovação da frota por parte de alguns transportadores.  Isso porque, para atender o Proconve 8, os veículos trarão inovações que vão deixá-los mais caros.


Segundo dados da Volvo, os custos para produzir o caminhão nas normas Euro 6 são entre 15% e 20% maiores. Ou seja, os caminhões com motores Euro 5 ficarão mais atrativos. Portanto, é possível prever uma corrida às compras desses modelos. Sobretudo no último trimestre deste ano.

De acordo com especialistas consultados pelo Estradão, para o consumidor os preços dos caminhões Euro 6 devem ser de 13% a 23% mais altos que os dos mesmos modelos no padrão Euro 5. Evidentemente, os valores podem variar de acordo com o veículo e a fabricante. 

Seja como for, a decisão sobre os novos investimentos no Brasil tem a ver também com os bons resultado da marca em 2021. "Isso alimenta a confiança e o compromisso da Volvo para o futuro no País", diz Lirmann.


Melhor ano da Volvo no Brasil

Segundo a Volvo, 2021 foi o melhor ano para a marca desde sua chegada ao Brasil. em 1979. No segmento de pesados, a marca vendeu 17.980 unidades. Além disso, o Volvo FH540 foi o caminhão mais vendido do Brasil ao somar 8.935 emplacamentos.

Outro destaque da Volvo em 2021 foram as vendas da linha VM. A alta, de 81% na comparação com 2020, se traduz em 6.393 unidades emplacadas. No total, a marca vendeu 21.823 caminhões no Brasil em 2021. Assim, cresceu 45,7% em relação ao ano anterior. Ou seja, o resultado foi acima da média do mercado.


Com isso, a operação brasileira se consolida com a segunda maior da divisão de caminhões da Volvo no mundo. Portanto, está atrás apenas dos Estados Unidos. "O Brasil manteve a posição mesmo numa época de limitações por causa da pandemia e das restrições da cadeia de suprimentos", diz Lirmann.

Deixe sua opinião