Notícias

Volvo F deve chegar ao Brasil com início da produção europeia

A nova linha F ​​da Volvo entra em produção nas fábricas da Europa. Mas marca adianta que, em 2021, nova geração chega a mercados fora da Europa

Andrea Ramos

15 de mar, 2021 · 8 minutos de leitura.

Volvo nova geração" >
Volvo nova geração
Crédito:Volvo/Divulgação
Volvo nova geração

A Volvo Trucks iniciou a produção dos caminhões da linha F. Os modelos FH, FH16, FM e FMX estão sendo produzidos em série para abastecer o mercado europeu.

Lançada inicialmente na Europa no ano passado, segundo a marca, a nova linha foi bem aceita pelo cliente. Ou seja, fechou 2020 com mais de 12 mil caminhões encomendados.

Primeiras produções

Nesse sentido, os caminhões começam a ser montados nas fábricas da Volvo Trucks em Gotemburgo, Suécia. Bem como em Ghent, na Bélgica, e Kaluga, na Rússia. Porém, da fábrica de montagem em Tuve, em Gotemburgo, saiu a primeira produção iniciada neste mês de março.

?Estamos muito entusiasmados com o fato de a nova geração de caminhões chegar ao mercado. Todos os modelos foram desenvolvidos com foco na melhoria da qualidade de vida a bordo para o motorista. Além de oferecer segurança e produtividade. Logo, tornando-os mais eficientes que seus antecessores?, diz o presidente da Volvo Trucks, Roger Alm.

Novos mercados 

De acordo com a Volvo, os lançamentos e as atividades comerciais, o que inclui as vendas dos caminhões da nova geração, continuam durante 2021. E em mercados fora da Europa.

Logo, essa iniciativa deve incluir o Brasil. Ainda mais se for considerado que o País é o segundo maior mercado para a Volvo Trucks. O primeiro é o Estados Unidos. Porém, lá a geração F não está a venda por causa das características daquele mercado. Nos EUA prevalecem os caminhões bicudos.

Linha F e o Brasil

No Brasil, em 2020, foram vendidos 67,5 mil desses caminhões, segundo dados da Anfavea. Desse total, a Volvo Caminhões obteve 22,2% de participação, com 14.976 emplacamentos. E para este ano, a marca projeta que os segmentos de semipesados e pesados devem crescer 40%.

Contudo, com produtos mais modernos e mais tecnológicos, a Volvo deverá encerrar o ano repetindo a liderança. Além de deixar a sua linha mais próxima dos caminhões Mercedes Actros, Scania R e DAF XF, que no País estão em igualdade com as versões europeias.

A Volvo no Brasil registrou patentes dos novos caminhões no ano passado. E, conforme divulgado pelo Estradão, o FM da nova geração roda em testes no País.

Continua depois do anúncio

Nova geração

Os caminhões Volvo FH, FH16, FM e FMX receberam uma cabine completamente nova. Que dão aos motoristas até um 1 m³ extra de espaço. Dentre os destaques, a linha traz ainda painel totalmente renovado. O sistema de interface de informações está mais intuitivo e permite monitorar todas as funções do caminhão.

Os instrumentos totalmente digitais estão reunidos em uma tela de 12 polegadas. Isso facilita a visualização. As funções podem ser controladas por meio de botões no volante. Ou mesmo por meio de controle de voz ou toques na tela. Uma segunda tela de 9? reúne informações do navegador GPS. Assim, monitoramento por meio de câmeras e sistema de entretenimento entram no pacote.

O visual da linha de caminhões Volvo também foi atualizado. A grade e os faróis foram redesenhados. O conjunto óptico, aliás, em forma de ?V? está alinhando com os vincos que avançam em direção às portas. As luzes de seta também foram reposicionadas. O novo painel frontal traz a logomarca da Volvo em tamanho maior.

Um Volvo ainda mais completo
A nova geração F também tem um sistema que ?lê? a sinalização rodoviária. O recurso reconhece sinais de placas como ultrapassagem proibida e velocidade máxima permitida, por exemplo. Esses avisos também aparecem no painel de instrumentos. A linha de SUVs XC60 e XC90 da Volvo também dispõem dos mesmos recursos.

Ademais, um novo sistema de câmeras elimina os pontos cegos. O recurso permite ver o que acontece nas laterais do caminhão. Essas áreas não são cobertas pelos espelhos retrovisores convencionais. As imagens captadas são projetadas na tela secundária do painel de instrumentos.

Inteligência embarcada

Todavia, recursos de segurança ativa e que ajudam no dia a dia da operação estão presentes na nova geração. Como o sistema de leitura Volvo I-See. Ele faz a leitura da pista por onde o veículo passa. Dessa forma, elege a melhor marcha conforme o piso e a velocidade. Ou seja, o sistema ajuda na economia de combustível.

?Estamos orgulhosos dos quatros novos modelos da gama F. Eles irão contribuir muito para aumentar a segurança nas estradas. E reduzir ainda mais o impacto ambiental. Trazer uma nova linha de caminhões requer um forte trabalho de engenharia. Bem como um grande trabalho em equipe, incluindo nossos fornecedores. O que torna este início de produção ainda mais especial ?, explica Roger Alm.

Eletromobilidade

Reforçando o compromisso da Volvo Trucks com soluções de transporte sustentável, os novos caminhões Volvo FH, FM e FMX também foram desenvolvidos nas versões elétricas. Porém, a produção está prevista para iniciar em 2022.

Nesse sentido, para Roger Alm, isso significa que a transição para o transportes livres de fósseis não se tornará um problema para os clientes da marca. "Eles vão continuar dirigindo o mesmo modelo de caminhão. Mas com motores não poluentes?, diz Alm.