Mercado

Vendas de implementos rodoviários crescem no Brasil com alta de 33%

Com a disparada dos caminhões novos, cresceram também as vendas de implementos rodoviários em 2021 e setor projeta cenário otimista para 2022

Aline Feltrin

14 de jan, 2022 · 3 minutos de leitura.

Vendas de implementos
Crédito:Randon/Divulgação
Vendas de implementos rodoviários aquecem em 2021

As vendas de implementos rodoviários cresceram 33,47% em 2021. É o que apontou o balanço da Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários (Anfir). De janeiro a dezembro do ano passado, as fabricantes negociaram 162.669 unidades, ou seja, mais de 40 mil modelos acima do volume de emplacamentos do ano anterior.

Para o presidente da Anfir, José Carlos Spricigo, os resultados de 2021 confirmam, portanto, que a indústria cresceu porque soube aproveitar as oportunidades de mercado. "A falta de matérias-primas e componentes geraram dificuldades, mas as soluções encontradas contornaram o problema", disse Spricigo. Assim, de acordo com a entidade, a tendência é que o crescimento seja mais acelerado em 2022.

Reboques e semirreboques

As vendas de reboques e semirreboques somaram 90.339 unidades. De acordo com os dados da Anfir, esse segmento apresentou avanço de 34,03% sobre as 67.401 unidades de 2020.


Os implementos basculantes foram os mais vendidos, com 24.762 unidades, alta de 43,21% sobre o ano anterior. Em seguida, aparecem os graneleiros com vendas de 17.092 unidades, alta de 12,95% sobre as vendas de 15.133 unidades do ano anterior. Por fim, na terceira posição estão os implementos tipo Dolly que somaram 12.537 unidades. Alta, portanto, de 41,29% sobre as 8.873 de 2020.

Veja também
Produção de caminhões dispara em 2021 com alta de 75%

Indústria de implementos rodoviários se supera, apesar da crise
Ibiporã/Divulgação

Carrocerias sobre chassis

O setor de Carroceria sobre chassis entregou de janeiro a dezembro de 2021 o total de 72.330 produtos. Esse volume é 32,77% superior ao que foi apurado em 2020 quando a indústria distribuiu 54.478 unidades.

Os mais vendidos foram os baús frigoríficos, com 31.064 unidades. Alta, portanto, de 29,21% sobre a soma de 2021: 24.042. Depois vem os graneleiros, com 17.758 vendas, avanço de 35,56% sobre as 13.100 unidades do ano anteior. Por fim, as empresas venderam 7.595 basculantes, crescimento de 42,31% sobre as 5.337 vendas de 2020.

Exportações

As vendas ao exterior apresentaram variação positiva de 120,68%. Por conta do ritmo de consolidação das informações do sistema de exportação brasileiro o total apurado até o momento corresponde a 11 meses de 2021.


Assim, de janeiro a novembro do ano passado, a indústria exportou 4.632 unidades. No mesmo período de 2020 foram entregues aos clientes no exterior 2.099 implementos rodoviários.