Andrea Ramos

13/04/2020 - 3 minutos de leitura.

Vendas de implementos ficam estáveis no primeiro trimestre

As vendas de implementos rodoviários recuaram 0,77% no primeiro trimestre de 2020, com 25.351 unidades, ante as 25.547 registradas no mesmo período de 2019

Volume de vendas de implementos no primeiro trimestre de 2020 ficou semelhante ao registrado em 2019. Contudo, segmento leve mostra crescimento em março por causa do aumento de consumo durante a quarentena
Crédito: 4Truck/Divulgação

As vendas de implementos rodoviários recuaram 0,77% no primeiro trimestre de 2020. No acumulado de janeiro a março, foram emplacadas 25.351 unidades, ante 25.547 no mesmo período de 2019. Os dados foram divulgados pela Anfir, associação que representa as fabricantes de implementos do País.



A paralisação dos negócios causada pela pandemia da covid-19 ainda não refletiu nas vendas da categoria. Mas, de acordo com executivos da Anfir, o impacto será sentido a partir deste mês.

“Isso vai atrapalhar a recuperação das vendas”, diz o presidente da Anfir, Norberto Fabris. Ele lembra que nos dois primeiros meses do ano o setor apresentou sinais claros de que iria crescer.

Vendas de implementos por segmento

Nos segmentos de semirreboques e reboques, as vendas recuaram 5,71% no acumulado do ano em relação a 2019. Nos primeiros três meses de 2020, foram emplacadas 13.171 unidades, ante 13.969 em igual período no ano passado.

No caso dos leves, houve aumento de 5,2% no volume de emplacamentos no primeiro trimestre. De janeiro a março, o segmento absorveu 12.180 unidades, ante as 11.578 vendidas no primeiro trimestre de 2019.

Os produtos mais emplacados foram os baús de alumínio e frigorífico. Na soma das vendas dos dois, a alta foi de 13,22%.

No primeiro trimestre foram licenciadas 5.540 unidades desses dois produtos. Para comparação, no mesmo período em 2019 o número total foi de 4.893 implementos.

Quarentena aumenta a atividade no transporte urbano

Demanda por alimentos e remédios fez crescer as vendas de baús de alumínio e frigorífico

Durante a quarentena causada pela covid-19, as vendas on-line cresceram. Houve alta também na demanda pelo transporte de alimentos e medicamentos.

Isso explica o aumento das vendas de baús de alumínio e frigorífico. Esses implementos são os mais usado no transporte dessas mercadorias.

Para comparação, em fevereiro foram emplacadas 2.162 unidades dos dois tipos de baús. Em as vendas saltaram para 3.378 unidades. A alta foi de 56,24%.

Notícias relacionadas