Você está lendo...
Toyota, Isuzu e Hino vão fazer caminhões leves a hidrogênio
Notícias

Toyota, Isuzu e Hino vão fazer caminhões leves a hidrogênio

A Toyota se uniu às duas outras marcas japonesas para desenvolver novos modelos a célula a combustível, bem como a infraestrutura de reabastecimento

Redação

03 de ago, 2022 · 4 minutos de leitura.

Toyota, Isuzu e Hino querem desenvolver caminhões leves a hidrogênio
Toyota, Isuzu e Hino querem desenvolver caminhões leves a hidrogênio
Crédito:Toyota/Divulgação
Toyota, Isuzu e Hino querem desenvolver caminhões leves a hidrogênio

A Toyota, a Isuzu e a Hino se uniram para fazer caminhões a célula a combustível. Segundo informações das três empresas, o objetivo é produzir modelos leves. Além disso, as vendas não ficarão restritas ao mercado japonês. A meta é oferecer os novos produtos em todos os países onde as companhias atuam.

Os caminhões leves são normalmente utilizados em operações urbanas. Porém, a nova tecnologia garante maior autonomia. Bem como permite que o reabastecimento seja feito rapidamente. Vale lembrar que esses veículos têm motores elétricos.

LEIA TAMBÉM: ZF antecipa novidades do Salão de Hannover, o IAA 2022


Porém, diferentemente dos que utilizam baterias, os a célula a hidrogênio não precisam ser recarregados em tomadas. Ou seja, a célula gera eletricidade no próprio caminhão. Assim, o reabastecimento é feito em postos muito parecidos com os de combustíveis convencionais.

Postos de reabastecimento

Segundo as empresas, o sistema utiliza hidrogênio de alta densidade. Como resultado, não há emissão de poluentes. Pelo escapamento, sai apenas água pura. A instalação dos postos de reabastecimento vai ficar a cargo da Commercial Japan Partnership Technologies (CJPT), empresa focada em novas tecnologias.

Além disso, cada marca será responsável por uma parte do projeto. A Isuzu e a Hino vão desenvolver os novos caminhões. Já a Toyota vai liderar a aplicação da célula a combustível. De acordo com as três marcas, a novidade deve chegar ao mercado no início de 2023.


Toyota e CJPT firmam mais parcerias

Do mesmo modo, Suzuki, Daihatsu, Toyota e CJPT trabalham para lançar vans elétricas também em 2023. Esse tipo de modelo responde por cerca de 60% da frota total de veículos comerciais. Portanto, com a mudança dos motores a combustão para elétricos, haverá significativa redução dos níveis de emissões.

Seja como for, o maior desafio é diminuir os custos de produção. Bem como implementar uma grande rede de pontos de recarga. Assim como ocorre com os caminhões a hidrogênio, a Toyota vai desenvolver os sistemas de propulsão. As primeiras cidades a receber os novos veículos serão Tóquio e Fukushima.

Toyota terá caminhões na Argentina

Vale lembrar que a Toyota está de olho em outros mercados. Recentemente, a marca assumiu o controle das operações da Hino na Argentina. Porém, a empresa não revelou detalhes sobre seu projeto de expansão na América Latina.


Procurada pelo Estradão, a filial da Toyota no Brasil informa que não há planos de vender caminhões da Hino no mercado brasileiro. Porém, essa decisão deverá ser revistas. Afinal, o País e o maior mercado de caminhões da região.

Deixe sua opinião