Redação:

Caminhão elétrico Tesla Semi será feito em série em 2020

E-mail enviado pelo CEO da Tesla, Elon Musk, a todos os empregados, avisa que a produção em série do caminhão elétrico Semi começa ainda neste ano

Depois de divulgar que a produção do seu caminhão iniciaria em 2021, Tesla volta atrás e vai iniciar a produção do Semi ainda este ano
Crédito: Tesla/Divulgação

A produção em série do caminhão elétrico Tesla Semi começa ainda neste ano. É o que indica um e-mail enviado pelo CEO e dono da empresa, Elon Musk, a todos os trabalhadores da companhia norte-americana. No texto (confira abaixo o original e a tradução livre) não há definição sobre o cronograma de produção. As vendas devem ter inicio em 2021.



A única confirmação é sobre o local de produção das baterias e do trem de força. Esse componentes serão feitos na fábrica gigante da empresa perto da cidade de Reno, em Nevada, nos Estados Unidos. Musk não dá detalhes sobre onde serão produzidos os outros componentes do caminhão elétrico Tesla Semi

tesla

“É hora todos darem tudo de si para levar o Tesla Semi à produção em série. A produção (feita de forma) limitada até agora nos permitiu melhorar muitos aspectos do design (do caminhão). A bateria e o trem de força serão feitos na Giga (fábrica) de Nevada, com a maioria dos outros trabalhos provavelmente ocorrendo em outros Estados. Jerome (Guillen, presidente da Tesla) e eu estamos muito animados para trabalhar com vocês para trazer este incrível produto ao mercado!”

A “sinal verde” representa uma mudança de rumo para a Tesla. Há cerca de um mês, Musk informou que a empresa teria de adiar o início da produção do caminhão para 2021. A justificativa seria a necessidade de implementação de alguns ajustes no Semi. Uma delas estaria relacionada ao aumento da autonomia para mais de 900 km.

Mas pode haver outros motivos para a Tesla acelerar o lançamento do modelo. O principal seria o avanço da Nikola Motor. A concorrente e compatriota também corre para apresentar a versão de produção do caminhão elétrico One. As duas empresas travam uma disputa na Justiça. A Nikola acusa a Tesla de ter violado patentes do One e pede indenização de US$ 2 bilhões (pouco mais de R$ 10 bilhões na conversão direta, sem taxas).

O mercado de caminhões elétricos se mostra bastante promissor. Entre as empresas que já demonstraram interesse no Tesla Semi estão gigantes do setor de transporte, como UPS, FedEx, DHL e Pepsi.

Tesla Semi partirá de R$ 760 mil

A expectativa é de que o caminhão elétrico Semi terá preços entre US$ 150 mil e US$ 180 mil nos EUA. Na conversão direta, sem taxas, são cerca de R$ 760 mil e R$ 900 mil, respectivamente. A versão de entrada terá capacidade para rodar cerca de 483 km entre as recargas das baterias. Na de topo, a autonomia será de pouco mais de 800 km. As informações foram divulgadas pela fabricante.

O Tesla Semi foi apresentado em 2017. Na época, a fabricante prometeu lançar o caminhão no mercado até o fim de 2019. Mas o projeto atrasou e, após alguns adiamentos, tudo indica, ao menos por ora, que a estreia do modelo será mesmo em 2021, O caminhão elétrico da marca norte-americana terá Peso Bruto Total Combinado (PBTC) de cerca de 36,3 toneladas.

Notícias relacionadas