Andrea Ramos

08/02/2021 - 6 minutos de leitura.

Scania tem Brasil como maior mercado e prevê crescer 15% em 2021

Para 2021, Scania projeta crescer 15% no mercado de caminhões e recuperar as perdas de 2020 nos segmentos de semipesados e pesados

Scania NTG
Crédito: Mesmo perdendo participação, Scania do Brasil foi o principal mercado da marca globalmente em 2020

O Brasil é o maior mercado para Scania no mundo. Dessa forma, a marca pretende aumentar em 15% suas vendas de caminhões no País em 2021. Logo, a projeção está em concordância com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). Com relação aos ônibus, a marca sueca projeta crescer 13%.

Nesse sentido, a Scania mantém um novo ciclo de investimentos no Brasil. Ou seja, a marca injetará mais R$ 1,4 bilhão nas operações no mercado brasileiro entre 2021 e 2024.

“Esses investimentos permitirão modernizar a fábrica de São Bernardo do Campo. Além da ampliação de novas tecnologia e o prosseguimento de projetos de veículos movidos a combustíveis alternativos. Vale lembrar que de 2016 a 2020, investimos R$ 2,6 bilhões. E, com esses novos valores, totalizaremos R$ 4 bilhões Ou seja, isso mostra claramente que a Scania continua apostando no Brasil”, diz o vice-presidente das operações comerciais da marca no Brasil, Roberto Barral.

Em 2020 Scania perdeu mercado

Mesmo com a crise causada pela covid-19, a Scania manteve os projetos previstos durante 2020. Ou seja, o lançamento da linha de caminhões a gás e da série especial Heróis da Estrada, limitada a 350 unidades – vendidas em apenas 20 dias. Bem como o lançamento de um caminhão 10×4, apostando na retomada do mercado vocacional, e o início dos testes do ônibus a gás, que acaba de ser lançado. Como resultado, a marca emplacou em 2020, 8.712 caminhões, sendo 70 movido a gás. E vendeu 394 ônibus e 1.830 motores.

Entretanto, na comparação com as vendas de caminhões em 2019, a fabricante perdeu participação de mercado. Ou seja, ficou com 12,9% nas categorias em que atua – de pesados e semipesados. Assim, a marca encerrou 2019 com 24,6% de participação e quase 13 mil veículos emplacadas.

Segundo Barral, a redução nas vendas está relacionada ao sistema de produção. Logo, não há estoque.

“Nosso modelo de produção é com base nos pedidos. Ou seja, só produzimos após a encomenda. No ano passado, a pandemia interrompeu a produção por quase 40 dias. E tínhamos mais de 2 mil pedidos em carteira”, complementa o diretor de vendas da Scania, Silvio Munhoz.

Expectativas

De acordo com Barral, parte do crescimento previsto para 2021 ocorrerá por causa do avanço do agronegócio. Assim como em anos anteriores, a previsão é de safra recorde.

Segundo o executivo, a construção civil vai ser impulsionada. Sobretudo pela retomada das obras de infraestrutura pelo governo neste ano. Ou seja, isso ampliará as vendas de caminhões vocacionais. Além disso, ele acredita que haverá recuperação da indústria em 2021.

Nova geração 2021/2022 é 20% mais econômica

Nesse sentido, a Scania anuncia que lançará uma nova geração de caminhões com a tecnologia do acelerador inteligente no segundo semestre. Assim, esses caminhões serão 20% até mais econômicos que os da geração atual. Ou seja, apenas a tecnologia da aceleração inteligente responderá por cerca de 5% de redução do consumo de diesel.

Para isso, o sistema utiliza uma série de variáveis. Por exemplo, o peso do veículo, além da posição do pedal de aceleração e deslocamento. Dessa forma, evita acelerações bruscas e gasto desnecessário de combustível. O sistema é automático. Ou seja, se o motorista pisar no pedal até o fundo, é desativado. Logo, entende que o condutor precisa de toda a força e potência naquele momento. Ao soltar o pedal, o dispositivo a controlar a aceleração automaticamente.

Serviços Scania

Segundo o diretor de serviços da Scania, Marcelo Montanha, haverá crescimento de 38% nas vendas de programas de manutenção da marca. Ou seja, o número de contratos será de 22,6 mil.

Ademais, a Scania pretende ampliar a rede com a abertura de mais dez concessionárias. Atualmente, a Scania conta com 155 pontos de atendimento no Brasil.

Notícias relacionadas