Redação

16.09.2020 | 17:37

Scania lança caminhões elétricos na Europa

Os novos caminhões da Scania têm cabines L e P e motor elétrico de 230 kW, equivalentes a 310 cv de potência, além de autonomia de até 250 km

Scania
Crédito: Divulgação/Scania

A Scania acaba de lançar sua primeira linha de caminhões elétricos na Europa. Os modelos foram desenvolvidos para operar no transporte urbano com carga geral e refrigerada. Os novos caminhões elétricos também poerão ser utilizados na construção civil (betoneira) e em serviços de coleta de lixo, além de combate de incêndio e resgate, por exemplo.

Os novos caminhões têm cabines das séries L e P e motor elétrico de 230 kW, equivalente a 310 cv de potência. Há opções com cinco ou nove baterias, o que garante autonomia de até 250 km com uma única carga.

A Scania informa que passará a lançar modelos eletrificados anualmente para todas as linhas de veículos. Por isso, está reorganizando suas fábricas. CEO Global da empresa, Henrik Henriksson disse, por meio de comunicado, que em alguns anos também serão lançados caminhões elétricos de longa distância. “Serão adaptados para recarregamento rápido nos períodos de descanso do motorista.”

A nova tecnologia ainda não tem data para chegar ao Brasil. Segundo informações da filial brasileira da Scania, por ora os caminhões movidos a gás natural e biometano são a melhor opção aos motores a diesel. A linha a gás foi lançada neste ano. As quatro primeiras unidades foram entregues no fim de maio.

Em junho a empresa informou ao Estradão que a procura por caminhões a gás estava começando a se intensificar no País. Desde o lançamento dos novos modelos, na edição de 2019 da Fenatran, a marca vendeu 27 unidades. Em junho a marca também negociou 18 unidades com a PepsiCo.

Scania também apresentou híbridos para as cabines L e P

Juntamente com os modelos elétricos a Scania apresentou uma linha de híbridos. Esses caminhões, com cabines L e P, combinam motor a combustão e elétrico.

Entre as vantagens dos novos caminhões elétricos e híbridos está o baixo ruído. Por isso, esses modelos podem ser utilizados perto de hospitais e em áreas urbanas à noite, por exemplo. Isso permite ampliar o período de utilização ao longo do dia, de forma a evitar congestionamentos e dificuldade de estacionamento.

De acordo com informações da Scania, as entregas feitas fora do horário de pico podem ser 30% mais rápidas que as realizadas durante o dia. isso é resultado da facilidade de estacionamento e da redução da espera em filas nos pontos de entrega. Além disso, à noite é possível desenvolver velocidades maiores mesmo em vias urbanas.

Notícias relacionadas