Aline Feltrin

08.08.2020 | 12:17

Rastreador Autotrac avisará sobre trecho com risco de acidente

Novo serviço da Autotrac é fruto de parceria com a CNT e avisará o motorista sempre que o caminhão se aproximar de algum trecho perigoso em rodovias do Brasil

Rastreadores Autotrac ganham funcionalidade que alerta sobre trechos com alto índice de acidentes
Crédito: Autotrac/Divulgação

A partir de dezembro, os rastreadores da Autotrac alertarão o motorista quando o caminhão ou ônibus se aproximar de trechos de rodovias com alto índice de acidentes. O alerta será feito por meio de mensagem de voz. Por meio do recurso, batizado de  “rotograma falado”, o dispositivo recomenda que o condutor redobre a atenção e reduza a velocidade.

A iniciativa é fruto de parceria da Confederação Nacional do Transporte (CNT) com a fabricante de rastreadores. A CNT fornecerá à Autotrac um mapa mostrando os 100 pontos mais críticos das rodovias do Brasil. Os critérios para determinar os locais mais perigosos incluem registros de acidentes com vítimas envolvendo caminhão.

LEIA TAMBÉM: JSL compra a Fadel Transporte e Logística

A pedido do Estradão, a CNT informou a localização de alguns pontos críticos em rodovias no Estado de São Paulo. É o caso do trecho entre os quilômetros 36 e 46 da Rodovia Fernão Dias, perto de Atibaia. E do quilômetro 208 ao 218 da Rodovia Presidente Dutra, na região de Guarulhos.

Dos 55.756 acidentes com vítimas registrados em estradas federais em 2019, em 16% (quase 9 mil) havia ao menos um caminhão envolvido. Os dados são do Painel CNT de Consultas de Acidentes Rodoviários e foram obtidos com a Polícia Rodoviária Federal.

Rastreador Autotrac parte de R$ 2 mil

Os donos de caminhões que já têm rastreador da Autotrac não precisarão gastar nada a mais para ter o serviço. Diretor de Marketing da empresa, Márcio Toscano diz que todos os equipamentos serão atualizados automaticamente. De acordo com ele, o cliente nem sequer precisar solicitar que isso seja feito.

Os aparelhos novos serão vendidos já com o software atualizado. “Ao comprar o rastreador com as atuais funcionalidades,  como telemetria e gerenciamento de risco, o cliente ganhará o rotograma falado com os dados da CNT”, afirma Toscano. Os equipamentos custam de R$ 2 mil a R$ 5 mil, dependendo do modelo e dos recursos ativados.

Notícias relacionadas