Notícias

Ramon Alcaraz, ex-Fadel, é o novo CEO da JSL

Com a nova estrutura, Fernando Simões deixa a direção da companhia para ocupar o cargo de presidente do Conselho de Administração da JSL

Redação

17 de mar, 2021 · 3 minutos de leitura.

JSL
JSL
Crédito:JSL/Divulgação
JSL tem novo presidente

A JSL Logística agora tem um novo presidente. Trata-se de Ramon Garcia de Alcaraz (foto abaixo), que foi fundador e principal executivo à frente da Fadel, transportadora adquirida pela JSL no ano passado.

Com a nova reestruturação, Fernando Simões, herdeiro da companhia, deixa a presidência executiva após 12 anos. O empresário passa a assumir a presidência do Conselho de Administração da JSL. E vai desempenhar o papel de principal executivo da Sympar, a holding que controla todas as empresas do grupo.

Nesse sentido, a sucessão do cargo está alinhada com o planejamento estratégico da JSL. Ou seja, Alcaraz se tornará também um acionista da companhia. E receberá 2,25% do capital social da empresa.

O plano de sucessão foi iniciado e a previsão é que, até o dia 14 de abril, Alcaraz assuma de vez a presidência da Companhia.

?Tenho a felicidade de passar o comando da JSL Logística a uma pessoa que possui em seu DNA cultura e valores alinhados aos nossos. O Ramon agora se torna um novo acionista em nossa Companhia?, diz Fernando Simões.

Trajetória de sucesso à frente da JSL

Fernando Simões (foto abaixo) atua nos negócios da família há mais de 40 anos. Sendo 12 deles à frente da empresa. O espírito empreendedor herdado do pai, Julio Simões, o fez um dos principais empresários do setor. Logo, tranformando a companhia em um dos principais grupos empresariais do Brasil.

Dessa forma, à frente da empresa de transporte, Fernando Simões conquistou alguns feitos. Como tornar a JSL uma empresa de capital aberto. Ademais, Simões criou novas companhias, como a Vamos e a Movida, ambas de locação de veículos.

Desde o ano passado a JSL fez importantes aquisições com a Fadel e a Transmoreno. E iniciou 2021 comprando as empresas Rodomeu e a Ponto Express. Com a criação da Sympar, a companhia também está presente na Bolsa de Valores.