Notícias

Raízen aluga 129 caminhões autônomos da Ouro Verde

Com a colheita da cana-de-açúcar, Ouro Verde aluga 129 caminhões autônomos à Raízen e diz que locação viabiliza novas tecnologias

Andrea Ramos

27 de abr, 2021 · 6 minutos de leitura.

caminhões autônomos" >
caminhões autônomos
Crédito:Ouro Verde/Divulgação
caminhões autônomos

A Raízen acaba de alugar 129 caminhões autônomos da Ouro Verde. Os caminhões fazem parte de um lote de 308 equipamentos. São modelos Mercedes-Benz Axor 3131, Scania G 540 e Volvo FMX.  O  sistema de automação fornecido pela paulista Grunner, da área de tecnologia voltada ao agronegócio.

LEIA TAMBÉM: Testamos o caminhão autônomo Axor 3131 da Mercedes-Benz

Você também vai gostar de


Nesse sentido, os novos caminhões autônomos serão utilizados no transbordo de cana-de-açúcar. A colheita da nova safra está começando. Por isso, a Raízen procurou a Ouro Verde. A companhia do Paraná atua com locação de caminhões e equipamentos há 46 anos.

Portanto, trata-se de uma das maiores vendas da história da Grunner. Segundo as empresas, os caminhões autônomos são de nível 2. Porém, podem rodar praticamente sem intervenção do motorista.

Caminhões autônomos reduzem perdas

Ou seja, parte dessa frota vai trafegar ao lado da colheitadeira. E, graças aos sistemas eletrônicos, a perda de brotos é mínima.

Em caminhões com motorista, é comum haver esmagamento das plantas. Com isso, o prejuízo anual gira em torno de 15%.

Segundo a Grunner, com os caminhões autônomos, a margem de erro ao circular nas ruas entre as plantas é de apenas 2,5 centímetros. Para isso, o sistema atua em conjunto com o navegador GPS.

Contrato de locação é flexível

As empresas não revelam o valor dos investimentos. Segundo a Ouro Verde, o contrato assinado com a Raízem tem duração de cinco anos. Seja como for, a  Raízen passa a ter a maior frota de caminhões autônomos do Brasil.

De acordo com o diretor comercial da Ouro Verde, Manuel Silva (abaixo), a locação é uma tendência.  Segundo ele, a troca da frota tradicional por caminhões autônomos está apenas começando.

Isso porque gera mais eficiência nas operações. Nesse sentido, a Ouro Verde oferece consultoria para avaliar a viabilidade da mudança nos processos dos clientes.

Continua depois do anúncio

Maior disponibilidade

Segundo Silva, a partir daí é possível oferecer a solução mais adequada. Ou seja, desde a locação apenas até serviços de manutenção. O contrato da Raízen, por exemplo, é só de locação.

?No caso do setor de cana-de-açúcar, a locação vem crescendo por causa da oferta de equipamentos customizados. Com isso, é possível reduzir significativamente os custos operacionais?, diz o executivo. .

Ou seja, pode chegar a 30%. De acordo com Silva, outra vantagem é a disponibilidade praticamente imediata do veículo. A busca por informações sobre caminhões  autônomos e elétricos vem crescendo.

Terceirização de frota

A explicação é simples. Quanto mais cara a tecnologia, mais vantajosa é a locação. Afinal, os gestores de frota perceberam que a compra de ativos nem sempre é a melhor opção.

Segundo Silva, muitas empresas estão revendo suas estratégias. "Ou seja, estão priorizando o caixa e a não a compra de ativos. Então, a locação é solução ideal.?

De acordo com ele, o cliente deixa de se preocupar com questões como a manutenção. Bem como com a desmobilização futura da frota. ?Esses veículos têm custo alto. Logo, a revenda é mais complexa."

Agronegócio busca caminhão autônomo/

Segundo ele, os pedidos de estudo de viabilidade da locação de caminhões elétricos e autônomos vêm crescendo. ?Há iniciativas de aluguel de elétricos no setor de distribuição. E de caminhões autônomos no agronegócio."

De acordo com Silva, há buscas no segmento de cana-de-açúcar e de pulverização. "Também existem mineradoras interessadas?, afirma.