Andrea Ramos

10.01.2020 | 15:00

Os lançamentos de caminhões mais aguardados em 2020

Serão muitos os lançamentos de caminhões em 2020. Algumas dessas novidades já foram apresentadas na Fenatran, mas agora elas começam a chegar às concessionárias

Lançamentos de caminhões em 2020
Crédito: Mercedes-Benz/Divulgação

Os lançamentos de caminhões em 2020 já são esperados desde o Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Carga (Fenatran), que aconteceu em outubro do ano passado.

Tem muita novidade prevista para os próximos meses, incluindo caminhões elétricos e com motores a gás.



Lançamentos de caminhões por marca

 

DAF CF85

O DAF CF rígido chega em um momento oportuno, já que existe a promessa de retomada do setor de construção

 

O DAF CF85 rígido foi apresentado o ano passado na Fenatran. Mas a DAF não deu pistas de que o lançamento do caminhão aconteceria em 2020. No entanto, os testes locais estão bem adiantados, fazendo total sentido a marca lançar o produto este ano. Ainda mais com a promessa de retomada do setor de construção. Outro fator que indica que o lançamento do CF rígido será este ano é que um fornecedor adiantou para a nossa reportagem que está preparando sua planta para produção local de um componente para esse caminhão.

O motor é o Paccar MX 13 de 12,9 litros e seis cilindros em linha, que gera 460 cv de potência e 234,7 mkgf de torque a 2.100 rpm. O câmbio é automatizado ZF AS-Tronic de 16 marchas. Dependendo da operação, o cliente pode escolher a versão de 12 marchas automatizada.

Com capacidade de carga para mais de 40 toneladas, o CF rígido tem suspensão dianteira com capacidade para 9 toneladas e suspensão traseira para 32 toneladas.

O eixo traseiro Meritor MT-610 com redutor nos cubos conta com duas relações de diferencial: 4,55:1 e 5,41:1. O bloqueio de diferencial é longitudinal e transversal. As versões de distâncias de entre-eixos são de 3.200 mm e 3.475 mm.

No que se refere à tração, o modelo deve estrear com a 6×4. Mas a DAF acredita que o caminhão tem potencial para ganhar também a versão de tração 8×4.

Fiat Strada

A Strada chegará este ano com desenho e componentes técnicos atualizados

 

A Fiat Strada é a picape de entrada mais aguardada por quem trabalha no ambiente urbano. O veículo, lançado em 1998, teve muitas mudanças estéticas ao longo desses mais de 20 anos. Para a nova geração que será introduzida este ano, além da estética, a promessa é que o veículo ganhe mais equipamentos.

Para 2021, a Fiat prepara o uso do câmbio automático CVT, aposentando o automatizado atual.

Iveco Tector

A Iveco amplia a linha Tector e com isso a família passa a atender os segmentos de leve a pesados

 

A Iveco é a fabricante que mais renovou a sua linha de produtos nos últimos dois anos. Este ano, os caminhões pesados Hi-Road e Hi-Way chegam com design similar aos da marca na Europa. A linha Tector também teve sua identidade visual renovada para se igualar aos europeus.

Na gama Tector, a Iveco introduziu caminhões com novas capacidades e motorizações. Com isso, a linha que cobre os segmentos de leves a semipesados ganha este ano representantes no segmento de pesados com a chegada dos Tector 260E30 6×4, Tector 31-280 8×2 e Tector 31-300 8×2 Auto-Shift. Outra novidade é a introdução do Tector nos cavalos mecânicos com o modelo 17.300 Auto-Shift 4×2.

Os caminhões com motores de 300 cv da família Tector recebem o sobrenome Auto-Shift para indicar que eles são equipados com transmissão automatizada de 10 velocidades da Eaton.

Além desses modelos, a família de semipesados ganha novos membros rígidos com a introdução do Tector 17-280 4×2. O caminhão tem motor FPT de 280 cv de potência e 97 mkgf  de torque e a transmissão é Eaton, manual de seis velocidades. O cliente que necessitar de maior potência e preferir um caminhão mais bem equipado pode optar pelo Tector 17-300 Auto-Shift 4×2, com motor FPT de 300 cv de potência e 107,1 mkgf de torque.

Ainda na categoria de semipesados rígidos, a Iveco lança este ano o Tector  24-280 6×2 com transmissão manual de 6 marchas e motor de 280 cv de potência e 97 mkgf de torque. A versão mais completa do trucado é Tector 24.300 Auto-Shift 6×2.

Iveco Daily

O Iveco Daily chega em 2020 com novo design, mas tecnicamente está igual

 

A Iveco também começa a introduzir até março no mercado brasileiro a nova geração da família Daily de semileves. São versões de chassi-cabine, furgões e van com PBT de 3,5 a 7 t. Tecnicamente os veículos não terão nenhuma novidade. Apenas o design que foi atualizado para ficar igual ao dos modelos europeus.

Os motores da FPT partem de 130 cv a 170 cv de potência e 32,6 a 40,8 mkgf de torque. E a transmissão é manual ZF de seis marchas.

JAC iEV1200T

O JAC elétrico terá valor mais convidativo para caminhões com essa tecnologia, de acordo com a fabricante

 

Junto com os lançamentos de caminhões em 2020 chega ao mercado um modelo elétrico da JAC Motors que promete ser o mais barato do mercado. Ele custa a partir de R$ 279.900.

Trata-se do JAC iEV1200T que, de acordo com a montadora, tem autonomia para rodar até 200 km. A potência do caminhão leve é de 177 cv e o torque do veículo é de 122,4 mkgf. Sua bateria tem 96 kWh  de capacidade.

Mercedes-Benz Actros

O Actros versão MirrorCam é o primeiro veículo da indústria brasileira a estrear essa tecnologia

 

Até abril, as concessionárias começam a receber os novos Mercedes-Benz Actros. A nova identidade visual se iguala aos caminhões da família na Europa. A gama é formada por três novos caminhões pesados rodoviários. O cavalo mecânico 2045 4×2 marca a estreia do Actros na categoria 4×2. Além dele, chegam este ano os Actros 2548 6×2 e 2648 6×4 e o já conhecido 2651 6×4, porém, numa versão repaginada. Mas a Mercedes-Benz ainda manterá a linha atual.

Outra novidade é o Actros com motor de 530 cv, que será o mai potente da família. Esse motor é usado nos modelos Actros 2553 LS 6×2 e Actros 2653 LS 6×4 (cavalos mecânicos com suspensão pneumática) e Actros 2653 S 6×4 (cavalo mecânico com suspensão metálica).

O destaque desse lançamento é a inédita tecnologia MirrorCam em veículos no Brasil, introduzido em primeira mão pela Mercedes-Benz em caminhões. Eles deixam de ter retrovisores externos, dando lugar às câmeras. As imagens captadas são exibidas simultaneamente em duas telas de 15 polegadas no interior da cabine, uma no lado do motorista e outra no lado do passageiro. Esses retrovisores digitais serão oferecidos como item opcional.

Mercedes-Benz Axor

O Axor 2544 ganhará versão 8×2 este ano, atendendo a pedidos de clientes

 

Outra novidade esperada em 2020 é o Axor 2544 configurado com tração 8×2. O kit para a instalação do segundo eixo direcional será oferecido pela Mercedes-Benz, mas a instalação será feita por empresas terceirizadas.

O novo Axor 8×2 nasce da mesma plataforma do Axor 2544 6×2.

Ano passado, o modelo configurado 8×2 foi flagrado em testes na operação da D´Granel, no transporte de minérios. De acordo com a Mercedes-Benz o caminhão será lançado para atender a uma necessidade de clientes.

Mercedes-Benz Sprinter

A Sprinter chega este ano com novo desenho, novos motores e mais capacidade de carga

 

Com maiores potências, a Sprinter chega em 2020 também com um novo desenho para os modelos de vans de passageiros, furgões e chassi-cabine. A versão de entrada é a 314 CDI Street com motor com potência de 143 cv a 3.800 rpm e torque de 33,7 mkgf entre 1.200 e 2.400 rpm. Há ainda os modelos 416 CDI e 516 CDI com motor de 163 cv a 3.800 rpm e torque de 36,4 mkgf entre 1.200 e 2.400 rpm.

Destaque para a versão 416 CDI que ganhou 200 kg a mais de carga em relação a antecessora. Seu PBT chega agora a 4.100 kg.

São 60 variações à disposição do cliente, entre vans de passageiros para transporte escolar, turismo, VIP, traslados e fretamento, furgões e chassis para distribuição urbana e transporte de carga e produtos, além da prestação de serviços.

Scania GNV

A Scania já está vendendo os caminhões movidos a GNV, GNL ou biometano

 

Com o slogan “Mudar o Mundo do Transporte”, a Scania mostrou durante a Fenatran suas apostas para reduzir as emissões de poluentes. E este ano esses caminhões começam a ser entregues ao mercado.

O modelo movido a Gás Natural Veicular (GNV) ou biometamo pode ser adquirido nas potências que partem de 320 cv a 410 cv e nas cabines que o cliente optar.

De linha, a Scania dispõe para esses modelos as cabines P, G e R.

O caminhão movido a GNV/biometano (já que pode misturar os dois combustíveis), antes mesmo de entrar em operação, passou por testes rigorosos entre 2018 e 2019. Na demonstração, que teve como parceira a Citrosuco, o Scania R 410 demonstrou ser 20% mais silencioso. Em relação as emissões de poluentes a redução de CO2 chegou até 15% na comparação com o diesel.

Outra aposta da Scania é o caminhão a Gás Natural Liquifeito (GNL) ou biometano que pode ser adquirido com as mesmas motorizações da versão GNV.

Esses inéditos caminhões são vocacionados para médias e longas distâncias. O tanque de combustível é configurado conforme a operação do cliente.

Volkswagen Constellation

O Constellation 24.260 é uma alternativa de menor cavalagem nas operações com caminhão 6×2

 

A Volkswagen também traz importantes lançamentos de caminhões. Começa com a ampliação da linha Constellation com os modelos 14.190, 17.190, 17.260 e 24.260 que levam o sobrenome Robust. Isso indica que esses veículos podem receber opcionais como pneus mistos, bloqueio de diferencial e para-choque metálico, apropriado para aplicações fora-de-estrada.

Ideais para entregas urbanas, os caminhões 14.190 e 17.190 são equipados com motor MAN D08 de 186 cv de potência e 71,4 mkgf de torque, com sistema de emissões EGR e transmissão Eaton manual de 6 velocidades.

As versões com motor de 260 cv são direcionadas às operações de curtas distâncias rodoviárias ou de uso misto.

Outra novidade é o Constellation 26.260 8×4 para construção civil, sendo apropriado para betoneira. Por ser equipado com rodas de alumínio, além de ter recebido componentes mais leves no trem-de-força, na cabine, suspensões e chassi, o modelo teve significativa redução de peso. Por isso pode transportar até 8 m³ e atender à lei da balança.

Volkswagen Delivery

O Delivery ganhou versão 4×4, único da categoria com essa tração

 

O Delivery 11.180 ganha versão com tração 4×4, único da categoria. Com isso, a fabricante mira o segmento eletricitário como principal cliente.

O modelo tem eixo trativo dianteiro desenvolvido em parceria com a Dana. A tração 4×4 entra em ação através do uso de uma caixa de transferência Marmon Herrington com dupla velocidade.

De série é equipado com pneus de uso misto específicos com medida 235/75 R17.5 para operações com tração integral.

O VW e-Delivery é outro lançamento que está previsto para acontecer no segundo semestre de 2020. O caminhão 100% elétrico é baseado na plataforma do Delivery 13.180, porém, com mais capacidade de carga, de 14 t.

Com entre-eixo de 3.300 mm, sua bateria de tração é de íons de lítio. A potência é de 200 cv e o torque de 219,4 mkgf.

Notícias relacionadas