Andrea Ramos

16.01.2020 | 9:05

O Volvo FH 540 é o caminhão mais vendido no Brasil

O Volvo FH 540 ganhou notoriedade em 2019 como o caminhão mais vendido da indústria. Tecnologia embarcada de ponta e alta potência ajudaram a conquistar primeira posição no ranking

Volvo FH 540 é o caminhão mais vendido do Brasil
Crédito: Volvo/Divulgação

O Volvo FH 540 esteve no topo da preferência do transportador em 2019. Foram vendidas 7.219 unidades do modelo, conforme dados da Fenabrave, entidade que faz esse levantamento. Isso lhe garantiu 14% de participação entre os caminhões pesados e a posição de o mais vendido da marca.

A versão mais emplacada do FH 540 foi a 6×4. Essa configuração de tração representa 53% das vendas do FH 540. Nessa configuração de eixo, ele é indicado a operações com capacidades de até 74 toneladas de Peso Bruto Total Combinado (PBTC).

Seu motor de 13 litros e seis cilindros em linha rende 540 cv entre 1.450 e 1.900 rpm e 265 mkgf entre 1.050 e 1.450 rpm o direciona a operar com folga nas operações de longas distâncias rodoviárias. E seus aparatos técnicos o colocam como o preferido por quem transporta grãos, mercadoria de alto valor agregado e produtos químicos, por exemplo.

As vendas do Volvo FH 540 6×4 se concentram mais no agronegócio, por isso os implementos mais conectados ao FH 540 são o bitrenzão ou rodotrem ambos de nove eixos.

O motor de 540 cv é ideal para as operações de longas distâncias rodoviárias


Tecnicamente, o motor D13C50 de 13 litros e seis cilindros em linha opera com folga para transportar 74 t de PBTC. Prova disso é a sua capacidade máxima de tração de 100 t.

A transmissão automatizada I-Shift de 12 marchas é de série no caminhão. Em 2003, a Volvo introduziu no FH essa caixa. E mesmo não sendo a primeira montadora a trazer a tecnologia para o país, esse mérito é da Scania, foi a mais agressiva no desafio de apresentar as suas vantagens. Não por acaso, 95% das vendas de caminhões pesados são com transmissão I-Shift.

Em sua sexta geração, a I-Shift promete economia de consumo de diesel na ordem de 3%. Para isso conta com funções que ajudam na redução do consumo. A função I-Roll, por exemplo, desengata o motor, em uma descida, por exemplo, maximizando o impulso do caminhão e proporcionando uma economia adicional de 2% de combustível.

O FH pode receber as opções de entre-eixos de 3.000 mm, 3.200 mm e 3.600 mm ampliando as opções de implementos que o caminhão pode receber.

Volvo FH 540 tem recursos que o fazem um caminhão seguro e inteligente

O pacote tecnológico é um diferencial do FH. De série ele é equipado com o I-See, sistema que faz a leitura do trajeto por onde vai passar o caminhão. E quando o caminhão retorna ao mesmo local, o sistema reconhece o percurso. Com isso, automaticamente auxilia o caminhão a eleger a melhor marcha e assim reduzir o consumo de diesel.

A vantagem é que essa leitura fica gravada na nuvem. Então, essas informações podem ser compartilhadas com outros caminhões FH da frota.

Outro sistema inteligente é o Driver Coaching, solução de telemática da Volvo capaz de avaliar o desempenho do motorista durante a viagem. Esse instrutor on-line faz a avaliação conforme aceleração, frenagem, uso de marchas etc. Ao final da viagem, o motorista é avaliado com nota de 0 a 100 que aparece no computador de bordo. O transportador ou gerente da frota tem acesso aos dados, por meio do Volvo Dynafleet, de gestão de frota.

Alguns dos recursos tecnológicos do Volvo FH o distanciam da concorrência

No ano passado, a Volvo apresentou uma nova solução que deixa a linha FH mais distante da concorrência. Trata-se da Aceleração Inteligente, sistema que, por meio de algoritmos, identifica a necessidade real de torque e potência conforme topografia e a carga. Com isso, o sistema controla a injeção do combustível de forma precisa com o objetivo de reduzir o consumo de diesel. Essa ferramenta promete reduzir em até 10% o consumo de diesel.

O primeiro caminhão a ter ferramentas de segurança ativa

A Volvo foi a primeira fabricante, em 2009, a trazer para seus caminhões no Brasil os sistemas eletrônicos de segurança.

A bordo é possível perceber que a cabine é ampla e entrega conforto

 

O Volvo ACC é um piloto automático inteligente que freia o caminhão sozinho quando percebe que ele pode colidir com o veículo que estiver à frente. O controle eletrônico de estabilidade (ESP) evita que o veículo patine, sobretudo nas curvas. O que ajuda a reduzir ventos laterais e até tombamento.

O monitoramento de faixa de rodagem (LKS) avisa por sinal sonoro e visual quando o motorista sai da faixa. O sensor de ponto cego (LCS) detecta qualquer veículo que esteja posicionado do lado direito do caminhão. Ele alerta o motorista por alarme sonoro.

Por dentro do Volvo FH 540

O conforto faz parte do DNA desse caminhão. A curvatura do painel do Volvo FH 540 permite que o motorista tenha acesso a todos os instrumentos à mão. O banco do motorista tem suspensão pneumática e ajustes de altura e profundidade. Na versão topo de linha os bancos e o volante podem receber acabamento de couro.

A inteligência embarcada ajuda o condutor a dirigir de maneira mais econômica

 

O ar-condicionado é digital e o sistema de som é completo e inclui tela digital. O rádio Bluetooth dá acesso a aplicativos de música. Por ter dezenas de portas-objetos espalhados pela cabine, o cliente pode optar por uma geladeira no lugar do baú que fica na parte inferior da cama.

Por tudo isso, é fácil entender a razão de o Volvo estar na preferência do transportador brasileiro. O modelo 0 km custa R$ 580.916, de acordo com a tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômica (FIPE). 

Notícias relacionadas