09/06/2021 - 4 minutos de leitura.

Mercedes-Benz vendeu 100 mil chassis OF 1721 no Brasil

A Mercedes-Benz vendeu, em média, 4.350 unidades por ano de seu chassis de ônibus desde o lançamento do modelo no Brasil, há 23 anos

Mercedes-Benz

A Mercedes-Benz chegou à marca de 100 mil chassis OF 1721 vendidos no Brasil. Ou seja, por ano, foram empacadas 4.350 unidades, em média. Portanto, desde o lançamento do modelo, há 23 anos.

O OF 1721 tem uso em operações urbanas, rodoviárias e de fretamento. Assim, entre 1998 e 2004 a empresa vendeu a primeira geração.

Depois que a norma Euro III entrou em vigor, ele foi substituído pelo chassi OF 1722. Porém, com a introdução da Euro V no Brasil, em 2012, o chassi voltou a se chamar OF 1721.

Seja como for, trata-se de um campeão de vendas. Nesse sentido, é bastante responsável por ajudar a Mercedes-Benz a conquistar 37% de participação no mercado brasileiro de ônibus.

Chassis da Mercedes-Benz tem motor de 208 cv

De acordo com a Mercedes-Benz, o OF 1722 pode receber carrocerias de até 13,2 metros de comprimento. Além disso, tem motor de quatro cilindros com potência de 208 cv a 2.200 rpm.

Por sua vez, a transmissão, G85, tem seis velocidades e radiador de óleo. Bem como polia adicional para ar-condicionado e conexão para extração de dados de telemetria (FMS).

Segundo a fabricante, a suspensão pode ser do tipo metálica ou pneumática. Além disso, de série há itens como freio-motor e sistema antitravamento ABS.

Além disso, a lista de opcionais é ampla. Por exemplo, há tacógrafo digital e retarder, um tipo de freio hidráulico acoplado à saída da caixa de câmbio. Dessa forma, garante frenagens mais eficientes.

Carro-chefe da família

Segundo a Mercedes-Benz, a linha OF com motores na dianteira completou 50 anos em 2021. De acordo com a marca, já foram vendidas mais de 256 mil unidades nesse período.

Por fim, o mais recente lançamento da linha é o OF 1621. Segundo a Mercedes-Benz, ele “nasceu pronto para o fretamento”. Nesse sentido, o chassi tem ajustes exclusivos em itens como o tanque de diesel, o elevador e o bagageiro.

Ou seja, o que o encarroçar tinha de fazer agora vem de fábrica. Assim, o custo final para o operador de transporte é menor.

De acordo com a Mercedes-Benz, suas vendas para fretamento cresceram acima da média do mercado. Ou seja, 641 das 4.472 unidades vendidas de janeiro a abril de 2021 foram para o setor.

Nesse interim, o mercado cresceu 13,8% ante o mesmo período de 2020. Ao mesmo tempo, a alta no setor foi de 120%, fazendo com que a participação do segmento nas vendas totais saltasse de 10% no ano passado para 13% em 2021.

Notícias relacionadas