Andrea Ramos

19/10/2020 - 4 minutos de leitura.

Grupo Traton aumenta a oferta e deve comprar a Navistar por R$ 20,7 bilhões

A oferta saiu de US$ 43 para US$ 44,50 por ação. Se a Navistar aceitar, a intenção do Grupo Traton é crescer no mercado de caminhões norte-americano

Grupo Traton aumenta a oferta para compra da Navistar
Crédito: Grupo Traton/Divulgação

O Grupo Traton, dono da Volkswagen AG, aumentou, na última sexta-feira (16), a sua oferta para comprar a fabricante de caminhões Navistar. Ofereceu 44,50 dólares por ação. Se a proposta for aceita, a Navistar International Corp. será adquirida por US$ 3,69 bilhões. Algo em torno de R$ 20,7 bilhões.

O valor é um pouco acima dos US$ 43 por ação que a Traton ofereceu no mês passado. Mas antes, as negociações já haviam começado com um lance de US$ 35 por ação. Vale ressaltar que oferta de US$ 44,50 por ação está abaixo dos US$ 50 que os acionistas da Navistar queriam.

Em comunicado, a Traton SE informou que a nova oferta é apoiada pelo maior acionista da Navistar, o bilionário Carl Icahn. Outro importante acionista e fundador do MHR Fund Management, fundo de hedge, Mark Rachesky, também aprovou a oferta.

“A Traton SE e a fabricante de caminhões norte-americana Navistar, na qual a Traton já detém uma participação de 16,8%, chegaram hoje a um acordo. A Traton comprará todas as ações da Navistar ainda não detidas a um preço de US$ 44,50 dólares por ação”, diz o comunicado.

De acordo com a imprensa norte-americana, o auge das negociações culminaram em uma carta da Traton para a Navistar. Ela informava que o valor representava a oferta final. Vale ressaltar que a Traton é um importante investidor da Navistar. E possui dois assentos no conselho.

Apesar do prévio acordo entre ambas as partes, a aquisição está sujeita à aprovação final do conselho e dos acionistas. As ações da Navistar fecharam em alta de 22,8% custando US$ 43,52 por ação.

A intenção do Grupo Traton é crescer na América do Norte

Aumentar o valor da unidade de caminhões da VW tem sido a prioridade do Grupo Traton. Além disso, a companhia quer reestruturar as operações da MAN. Ter a Navistar ao portfólio da Traton ajudará a VW e a MAN a disputar o mercado com os líderes do setor Daimler AG e Volvo AB que atuam na América do Norte.

Atualmente, as marcas não têm acesso direto ao mercado norte-americano, a maior fonte de lucros do setor, de acordo com a Bloomberg. Os lucros da VW e da MAN dependem das vendas na Europa e na América Latina.

Notícias relacionadas