Aline Feltrin

12/08/2020 - 4 minutos de leitura.

Faturamento de operadoras logísticas cresce 23,8%, diz ABOL

A edição 2020/2021 do estudo realizado pela ABOL e a Fundação Dom Cabral ouviu 275 operadoras logísticas aponta alta de 23,8% no faturamento anual

Faturamento anual de operadoras logísticas avança 23,8%, diz pesquisa da ABOL
Crédito: Garfor/Divulgação

O faturamento anual de empresas operadoras logísticas cresceu 23,8%. Esse é um dos dados da edição 2020/2021 do levantamento bianual sobre o segmento feito pela Associação Brasileira de Operadores Logísticos (ABOL) em parceria com a Fundação Dom Cabral. O estudo é realizado desde 2014.

As 275 empresas consultadas somam R$ 100 bilhões de faturamento. Na edição anterior do estudo, realizado em 2018, a receita somada era de R$ 81,4 bilhões. Na época, 269 operadoras responderam à pesquisa. Na comparação por empresa, o avanço foi de 21%. Naquele ano, a receita estimada de cada uma era de R$ 302,6 milhões.



Professor da Fundação Dom Cabral, Paulo Resende diz que o bom desempenho pode ser equiparado ao de outros setores importantes da economia que estão em alta. “É o caso de comércio eletrônico, telecomunicações e serviços bancários.”

Outro destaque é a variedade de setores em que essas empresas atuam. “A diversidade deixa claro que os operadores logísticos fazem parte da economia brasileira de uma maneira bastante enraizada”, diz o professor Resende.

Alguns segmentos são predominantes. Como o automotivo, de alimentos e bebidas, eletroeletrônicos, saúde (humana e animal), têxtil e varejo. Esses setores são tradicionalmente importantes na dinâmica logística. Outros também passaram a ser protagonistas.

Resende diz que, por causa do comércio eletrônico e das mudanças na dinâmica de consumo, há um movimento de aproximação do mercado de consumo final. “Temos, então, a consolidação do atendimento à indústria tradicional, da linha de produção até os Centros de Distribuição (CD), mas também temos a entrega direta ao varejo”.

Operadoras logísticas geram 1,5 milhão de empregos

O setor também é um dos que mais empregam no Brasil. Segundo dados da pesquisa, são 1,5 milhão de postos de trabalho. Esse número inclui os colaboradores diretos e os indiretos.

A ABOL representa 29 empresas do setor de operadoras logísticas no Brasil. Juntas, representam cerca de 20% do faturamento de todas as companhias do País. Cada uma das associadas tem faturamento anual estimado de R$ 611 milhões. Entre as associadas estão Coopercarga, Gafor Logística e Gefco, além do Grupo JSL.

Notícias relacionadas