Você está lendo...
Cummins e Isuzu criam caminhão elétrico que lembra o VW e-Delivery
Notícias

Cummins e Isuzu criam caminhão elétrico que lembra o VW e-Delivery

Caminhão elétrico a bateria feito pela Cummins e pela Isuzu vai entrar em operação neste ano para demonstração na América do Norte

Redação

25 de jan, 2022 · 4 minutos de leitura.

Cummins e Isuzu desenvolvem caminhão elétrico médio
Cummins e Isuzu desenvolvem caminhão elétrico médio
Crédito:Cummins/Divulgação
Cummins e Isuzu desenvolvem caminhão elétrico médio

A Cummins e a Isuzu Motors anunciaram o primeiro veículo de carga fruto da parceria entre as empresas. Trata-se de um protótipo de caminhão elétrico a bateria que lembra o VW e-Delivery. O modelo estreia nos próximos meses e será destinado às operações de médias distâncias. Contudo, por ora, atenderá somente os países da América do Norte.

O protótipo, portato, é o primeiro veículo de zero emissão da Isuzu Cummins Powertrain Partnership (ICPP). A parceria entre as duas empresas da indústria automobilística começou em 2019. E logo culminou no projeto do caminhão, por meio do plataforma Cummins PowerDrive 6000 instalada no chassi série F da Isuzu.

LEIA TAMBÉM
Semirreboque para drones é projetado na Europa; veja o vídeo


Após a fase bem-sucedida de testes, a Isuzu vai, então, iniciar as vendas do caminhão elétrico a potenciais clientes em toda a América do Norte. "Queremos acelerar a descarbonização, bem como fornecer soluções de emissão zero. Mas que sejam confiáveis", disse o presidente de New Power da Cummins, Amy Davis. 

Tudo começou no Japão

No acordo, a Cummins fornece a plataforma elétrica para os caminhões da Isuzu. Por isso, o veículo já cumpre os atuais limites de emissões do Japão. Da linha de montagem em Tochigi saem os motores. Por sua vez, esse mesmo chassi dá vida ao projeto anunciado na América do Norte - e que chegará em breve também aos mercados da Ásia.

Parceria vai desenvolver novas tecnologias

Cummins e Isuzu buscam oportunidades para expandir os negócios. O objetivo é impulsionar o avanço em novas tecnologias para os veículos elétricos de carga. Assim, as empresas pretendem vender em outros mercados além da América do Norte, como Brasil, México e vizinhos das Américas do Sul e Central.


"Avançaremos em ações ambientais globais. Isso inclui a redução das emissões de gases de efeito estufa. É o caminho para a neutralidade de carbono", disse o diretor executivo da Isuzu, Koichi Seto.

Isuzu na América

Os futuros caminhões elétricos da Isuzu vão ajudar a fabricante japonesa a expandir as vendas no mundo. Sobretudo, nos EUA, onde a montadora mais quer crescer. Entretanto, a marca também está de olho nos clientes do Canadá, onde fará demonstrações do caminhão.

Da mesma forma, o diretor da Isuzu acrescentou que as empresas vão explorar outros segmentos. Isso inclui, por exemplo, pesquisas com novas fontes de energia. E uma nova geração de caminhões tecnologicamente viáveis, além de avanços do powertrain elétrico.