Andrea Ramos

03/03/2020 - 7 minutos de leitura. Atualizado: 04/03/2020 | 8:33

Volkswagen Constellation 24.280 ganha câmbio de 10 marchas

A linha 2020 do Constellation 24.280 está chegando às concessionárias Volkswagen tendo como principal novidade o câmbio automatizado de dez marchas

Constellation 24.280 chega a sua melhor forma com transmissão Eaton de 10 marchas
Crédito: VWCO/Divulgação

A linha 2020 do Constellation 24.280 está chegando às concessionárias Volkswagen com novidades. O destaque do caminhão mais vendido da marca alemã no segmento de semipesados é o câmbio automatizado de dez marchas. A transmissão, inédita no modelo, é fornecida pela Eaton.



O Constellation 24.280 pode ser considerado como “a galinha dos ovos de ouro” da Volkswagen. Desde que foi lançado no Brasil, em 2006, o modelo com tração 6×2 lidera as vendas do segmento de semipesados.

A introdução da nova transmissão tem como objetivo garantir a boa competitividade do Constellation. A caixa de dez velocidades substitui a ZF automatizada de 6 marchas com Smart Ratio – eixo traseiro automatizado patenteado pela VWCO, oferecida até então. O câmbio manual de 9 marchas continua sendo oferecido como opcional.

Novo câmbio reduz consumo em até 3%

A nova caixa mantém o nome comercial V-Tronic, da VWCO. A relação de redução é de 3,42:1. Segundo informações da fabricante, esse câmbio é mais bem escalonado e o maior número de marchas melhora as respostas do caminhão.

Entre os destaques está o sistema variável de trocas de marcha. A transmissão faz as passagens de acordo com variáveis como carga transportada, velocidade do caminhão e até a inclinação da via.

Há também assistente de partida em rampa e o sensor de inclinação. Essa função auxilia o sistema de gerenciamento na escolha da marcha mais adequada de acordo com a topografia da pista.

Outro novo recurso é o modo automático de manobra. Esse recurso gerencia a rotação do motor durante as manobras. O objetivo é reduzir o consumo de combustível que, de acordo com dados da Volkswagen, chega a 3%.

A caixa inteligente é chamada de V-Tronic e é oferecida de série no caminhão semipesado

Constellation 24.280 mantém motor de 277 cv

O motor MAN D08 280 foi mantido na linha 2020 do Constellation 24.280. O seis-cilindros em linha gera 277 cv de potência a 2.300 rpm e 107 mkgf de torque entregues entre 1.100 e 1.700 rpm. Com quatro válvulas por cilindro, o turbodiesel tem EGR, nome do sistema de recirculação dos gases de escape.

O semipesado com tração 6×2 tem peso em ordem de marcha de 6.880 kg na versão com cabine leito de teto alto. A carga útil é de 16.120 kg. Há ainda versões de cabine estendida e leito com teto baixo.

Constellation 24.280 é bem equipado

O Constellation 24.280 tem preço sugerido de R$ 304 mil. A informação é da tabela produzida pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

Entre os equipamentos, o caminhão da Volkswagen tem regulagem da coluna de direção, computador de bordo e banco do motorista com suspensão pneumática. Há ainda travas e retrovisores com acionamento elétrico.

Os retrovisores externos são duplos e há também espelho adicional para auxiliar as manobras, além de para-sol externo. Ar-condicionado, controlador de velocidade (piloto automático) e console de teto são itens de série.

O Constellation 24.280 também vem de fábrica com filtro coalescente, para remoção de água, e console central com tomada de 12 volts. Os freios têm sistema antitravamento  ABS, que atua em conjunto com o EBD (distribuição eletrônica das forças de frenagem).

Sucesso de vendas há 14 anos

Desde que foi lançado no mercado brasileiro, há 14 anos, o caminhão produzido em Resende (RJ) teve 88 mil unidades emplacadas. No lançamento, em 2006, o Constellation era oferecido na versão 24.250.

Os dois primeiros números indicam que se trata de um caminhão rígido com peso bruto total (PBT) de 24 toneladas. O 250 era um arredondamento dos 247 cv de potência do motor. O seis- cilindros em linha atendia à norma de emissões de poluentes Proconve P5 (equivalente ao Euro 3 da regra vigente na Europa).

Em 2013, com a entrada em vigor do Proconve P7 (equivalente ao Euro 5), o Constellation recebeu várias atualizações. O motor ganhou 30 cv e passou a ter 277 cv de potência. Com o arredondamento da potência, seu “sobrenome” passou a ser 24.280.

Líder do segmento

No acumulado dos dois primeiros meses de 2020, a Volkswagen vendeu 498 unidades do Constellation 24.280 no mercado brasileiro. Esse número corresponde a 14,42% de participação no segmento.

Em segundo lugar no ranking de vendas de semipesados está o Atego 1719. O caminhão da Mercedes-Benz somou 459 emplacamentos no mesmo período.

Na terceira posição está o Atego 2426, com 379 unidades vendidas. O Volvo VM 270 ficou em quarto (285 vendas) e o Atego 3030, em quinto, com 166 emplacamentos no primeiro bimestre de 2020.

Os dados são da Fenabrave, federação que reúne as associações de concessionárias de veículos do Brasil.

Notícias relacionadas