Você está lendo...
Avaliamos o Volkswagen Delivery Express+ com motor Euro 6
Avaliação

Avaliamos o Volkswagen Delivery Express+ com motor Euro 6

O Volkswagen Delivery Express+ foi renovado; entrega mais conforto e segurança, além do motor estar até 7% mais econômico. Tudo por R$ 257 mil

Andrea Ramos

10 de fev, 2022 · 11 minutos de leitura.

Avaliamos o Volkswagen Delivery Express+ com motor Euro 6
Avaliamos o Volkswagen Delivery Express+ com motor Euro 6
Crédito:VWCO/Divulgação
Avaliamos o Volkswagen Delivery Express+ com motor Euro 6

O Delivery Express+ acaba de receber novidades importantes. Segundo a Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWCO), a mais importante é o motor em conformidade com o Conama L7. Ou seja, com as regras de controle de emissões para caminhões equivalentes às da Euro 6 e que vão entrar em vigor no Brasil em 2023. Porém, para os modelos com peso bruto total (PBT) de até 3,5 toneladas, a lei já está valendo desde o dia 1º de janeiro. O modelo tem preço sugerido de R$ 257 mil.

Leia também: Primeiro Arocs entregue no País vai para a Fagundes

De acordo com a VWCO, o novo Delivery Express+ também traz mais itens de segurança e conforto. Assim, o modelo ganha mais fôlego para encarar os rivais. Segunda a empresa, em 2021 ele foi o líder de vendas do seu segmento. Ou seja, conquistou 24% de participação nos chassis rígidos.


No entanto, o modelo disputou vendas em um mercado mais amplo, que engloba de caminhões semileves a extrapesados. Ou seja, que representa 10,5% do mercado total de caminhões no Brasil. Portanto, é mais do que justificável a aposta da VWCO em seu semileve.

Utilitário com características de automóvel

Conforme a engenheira de marketing de produto da VWCO, Andria Giusti, os bons números também são resultado do avanço do comércio eletrônico. Sobretudo nos últimos dois anos. Ou seja, as empresas que atuam no setor perceberam as virtudes da linha Delivery.

Avaliamos o Volkswagen Delivery Express+ com motor Euro 6
Fotos: VWCO/Divulgação

De acordo com Giusti, o setor deve manter o movimento de expansão nos próximos anos. Assim, ela acredita que isso vai criar novas oportunidades para a linha Delivery com PBT de 3,5 t. Nesse sentido, colabora a fama de parrudo conquistada pelo Delivery Express+.

Em parte, isso é resultado do chassi feito sobre longarinas, como nos caminhões maiores. Não por acaso, 80% dos compradores do modelo são frotistas. Além disso, as empresas de locação também passaram a se interessar pelo modelo.

Os pequenos empreendedores são outro público que a VWCO quer conquistar em 2022. Uma das características desses compradores é a busca por veículos com atributos de carros de passeio. Como resultado, o Express+ agora passou a vir de série com o Pacote Prime.


Avaliamos o Volkswagen Delivery Express+ com motor Euro 6
Bancos lembram os dos VW Up!

Ou seja, são itens mais voltados ao conforto e conveniência. Por exemplo, os bancos lembram os do hatch compacto Volkswagen UP!. O revestimento é de um material sintético que se parece com couro. Além disso, há trio elétrico, ar-condicionado e rádio com conexão por meio de Bluetooth. O painel também remete ao de carros da VW.

VW Delivery Express+ 2022

Por sua vez, pela primeira vez o motor é fornecido pela FPT. Trata-se do FC1 de 3 litros que gera potência de 156 cv a partir das 3.300 rpm. O torque de 36,7 mkgf é entregue entre 1.300 e 2.900 rpm. Segundo a VWCO, sua área de engenharia ficou responsável pela calibração do quatro-cilindros.


Seja como for, para atender as novas regras de emissões o motor também recebeu outros recursos. Por exemplo, a tecnologia EGR, de recirculação dos gases do escape com SCR, ou sistema de redução catalítica seletiva. Com isso, o Delivery Express+ tem de utilizar Arla 32.  

Por sua vez, a transmissão manual de seis velocidades é da Eaton. A última marcha tem Overdrive, o que contribui com a redução do consumo. Assim, o motor também gera menos emissões. Sobretudo quando o caminhão está rodando em velocidade de cruzeiro.

Avaliamos o Volkswagen Delivery Express+ com motor Euro 6
Painel parece ser o de um automóvel

Porém, o modelo é mais voltado ao uso urbano. Seja como for, o semileve tem atributos como o PBT técnico de 4,6 t. Ou seja, são 200 quilos a mais de capacidade técnica em relação à geração anterior. Como resultado, o Delivery Express+ pode receber plataformas de carga de até 4.280 mm.

Além disso, o modelo tem opções de distância entre os eixos de 3.000 mm e 3.600 mm. Assim, pode receber diversos tipos de implemento. Seja como for, 80% desses caminhões atuam em operações com baú, carga geral e carga seca.

VW Express+ está mais seguro

Avaliamos o novo Delivery Express+ em trecho misto. Ou seja, na cidade e na rodovia. A maior parte do percurso ocorreu em trechos urbanos. A ideia era conferir os números de consumo de diesel com 3.125 kg de PBT no anda e para das grandes cidades.


Avaliamos o Volkswagen Delivery Express+ com motor Euro 6
Modelo é versátil e vai bem na estrada

Chama a atenção o bom número de soluções que facilitam a vida do motorista. Por exemplo, há sistema de partida em rampa. Trata-se de um dispositivo que segura o caminhão por 3 segundos após o motorista tirar o pé do freio. É uma ótima solução em saídas de semáforo, por exemplo.

Outros destaques são os controles eletrônicos de tração e estabilidade. Eles mantém o caminhão sob controle mesmo em situações extremas. No quesito segurança, o Delivery Express+ tem air bags para motorista e passageiro. Bem como freios a disco nas quatro rodas com ABS e EBD.


A suspensão dianteira tem molas helicoidais. Já a traseira traz molas parabólicas. Como resultado, quase não há solavancos e a cabine se mantém firme quando o caminhão passa sobre buracos ou mesmo por imperfeições na via.

Boas soluções eletrônicas

O computador de bordo também ajuda bastante o motorista. Por exemplo, o econômetro mostra o melhor momento para trocar de marcha. A leitura é muito fácil de ser feita. Quanto mais cheio fica a linha pontilhada, melhor.

Aliás, a marcha que está sendo utilizada no momento aparece no painel. O sistema também faz uma "avaliação" do motorista. Ou seja, mostra como o condutor está se saindo nas frenagens e passagens de marcha. Assim, pode "premiar" o motorista com notas que chegam a cinco estrelas.


Durante a avaliação, recebemos quatro estrelas em frenagens e cinco em velocidade. Porém, nas trocas de marcha ganhamos apenas duas. Isso porque deixamos o pé apoiado no pedal de embreagem mais de uma vez. Mas quando isso aconteceu, o Delivery Express+ nos avisou por meio de alertas sonoro e visual no painel.

O motor garante boa oferta de potência e torque entre 1.500 e 2.300 rpm. Assim, trabalha com folga a maior parte do tempo. Por exemplo, durante o uso urbano e rodando a 50 km/h em terceira marcha, o quatro-cilindros manteve a média de 1.600 rpm. Do mesmo modo, a 90 km/h em rodovia, com a sexta marcha engatada, não passou das 1.500 rpm.

A boa disposição nas retomadas de velocidade se destaca. Em um trecho íngreme e com a quarta marcha engatada, o caminhão passou dos 50 km/h para 80 km/h rapidamente. E sem ultrapassar as 1.800 rpm. Como resultado, após rodar mais de 40 km, no computador de bordo do Delivery Express+ o consumo registrado foi de apenas 4 litros de diesel. Logo, nossa média foi de 8,4 km/l. Ou seja, o número é bem adequado para esse tipo de caminhão.


Avaliamos o Volkswagen Delivery Express+ com motor Euro 6
Maioria dos Delivery tem baú ou implemento para carga seca

Ficha técnica

Atualizada em 14/2 às 14h08