Volvo CE entrega o caminhão articulado nº 75.000

Em torno da metade dos equipamentos deste tipo produzidos no mundo é da marca

Foto: Volvo CE

A Volvo CE é pioneira ao inventar o conceito de caminhão articulado há mais de 50 anos e, ainda hoje, segue na liderança deste segmento. A fabricante acaba de produzir o modelo de nº 75.000, que deixou a linha de produção da fábrica de Braås, na Suécia, mesmo local onde a unidade foi construída, em 1966. O articulado que celebra a marca alcançada é um A45G, adquirido pelo cliente norueguês Leonhard Nilsen & Sønner AS.

A empresa calcula que em torno da metade do volume deste tipo veículo off-road já produzido no mundo leva a sua marca e por volta de 50 mil unidades ainda esteja em uso. Os veículos frequentemente atuam no setor de mineração, como também nas grandes obras de infraestrutura.

Ao longo dos últimos 51 anos, os modelos cresceram, ganharam capacidade de carga, potência e sofisticação tecnológica. A primeira máquina, a DDR631 era capaz de movimentar 15 toneladas. Hoje, o A60H, o maior dos articulados da Volvo CE, tem capacidade para 55 toneladas.

Ao longo de pouco mais de 50 anos de experiência no desenvolvimento e produção de caminhões articulados, a empresa também aprimorou de maneira expressiva os veículos. Atualmente, por exemplo, o engate alto das versões proporciona melhor estabilidade e distância do solo, além da presença de direção hidromecânica e troca automática entre 6X4 e 6X6.

“O fato de que muitos de nossos caminhões ainda estão trabalhando em todo o mundo é um testemunho de sua utilidade e durabilidade. É quase impossível acabar com um caminhão articulado Volvo”, resume Esbjörn Fritzell, vice-presidente da plataforma de negócios de caminhões articulados da Volvo CE.


Notícias relacionadas