Super rodotrem está pronto

Randon começa a oferecer ao mercado novo implemento para composições com 91 toneladas

Foto: Radon/Willian Gianezini

O transportador interessado em ver de perto o chamado super rodotrem terá uma oportunidade de 22 a 25 de agosto, em Sertãozinho (SP) na Fenasucro & Agrocana, onde a Randon levará a mais recente tendência de transporte de carga, especialmente para o setor sucroalcooleiro. O novo implemento rodoviário para composições veiculares de 11 eixos e Peso Bruto Total Combinado (PBTC) de 91 toneladas já está homologado e é capaz de levar 17 toneladas de carga líquida a mais.

O novo equipamento é antiga solicitação do Ministério dos Transportes e da Agência Nacional do Transporte Terrestre (ANTT), como também do setor canavieiro. A autorização de circulação ocorreu em dezembro do ano passado por meio da Resolução 640 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). A maior combinação permitida até então era de rodotrem com nove eixos e 74 toneladas.

A Randon trabalha no implemento desde 2015 para chegar a uma configuração adequada, no caso, dois semirreboques com três eixos cada unidos por uma dolly de dois eixos. Todo o desenvolvimento foi feito no Brasil e submetido a testes no Campo de Provas da Empresa, localizado em Farroupilha (RS).

De acordo com a fabricante de Caxias do Sul (RS), o novo rodotrem apresenta estrutura mais robusta e ao mesmo tempo mais leve para gerar maior produtividade e rentabilidade ao transportador. Por ser um produto novo no Brasil, o mercado ainda está se adequando em relação à circulação e às restrições de trânsito para este tipo de composição veicular. O uso do rodotrem de 11 eixos exige do transportador uma série de estudos e documentos para obter licença, a Autorização Especial de Trânsito.

Segundo a Randon, a novidade terá nichos específicos de aplicação, como o canavieiro, e deverá entrar no mercado de forma gradual.


Notícias relacionadas