Bateria para a noite toda

Solução da Volvo permite ao motorista desfrutar dos equipamentos da cabine sem se preocupar com o motor de partida

Sem medo de ficar sem bateria Foto: Volvo Trucks

Focada em entregar mais eficiência operacional e principalmente ampliar o conforto do motorista (infelizmente, por enquanto, só dos europeus), a Volvo Trucks passou a oferecer nas linhas de caminhões FH e FM um novo sistema de bateria capaz de fornecer energia para as todos os equipamentos elétricos da cabine sem colocar em risco o funcionamento do veículo por bateria descarregada.

A fabricante dispôs dois conjuntos de bateria separados, um deles somente para fazer o motor girar e outro para suportar todos os outros recursos da cabine, como aquecedor, climatizador, TV, geladeira, sistema de mídia, laptops e dispositivos móveis. Desta maneira, o consumo de energia do restante do caminhão não afeta a ignição do veículo.

“Os motoristas podem desfrutar de mais conforto e conveniência interna, sabendo que eles têm energia suficiente para suas necessidades, com um risco mínimo de descarregar a bateria de partida do motor”, garante Samuel Nerdal, gerente de produto da área de eletricidade e eletrônica da Volvo Trucks. “Nas operações rodoviárias de longa distância, com possibilidade de enfrentar climas muito quentes ou muito frios, o motorista aproveitará de uma boa noite de descanso sem ter que se levantar e ligar o motor para recarregar as baterias.”

Ao introduzir um novo conjunto de baterias, a Volvo manteve para a ignição o equipamento convencional, de ácido-chumbo, mas para todo o restante optou pela tecnologia de gel. Segundo a montadora, além da solução ser capaz de armazenar e preservar a energia por períodos mais longos, sua vida útil é de 10 a 15 vezes maior se comparada às baterias convencionais.

A fabricante lembra também que com menos partidas do motor, a operação consome menos combustível e minimiza os impactos ambientais. “Um caminhão parado com o motor em marcha lenta consome em torno de três litros de diesel por hora”, completa Nerdal.


Notícias relacionadas