Frota da Ambev renovada com caminhões VW

Empresa compra 417 veículos da montadora para aplicar na distribuição de bebidas

Foto: MAN Latin America

O comportamento do mercado interno de caminhões ainda se apresenta pouco comprador, mas as notícias de grandes negócios divulgadas nos últimos meses parecem indicar mudanças na atitude do investidor. Após a Mercedes-Benz fechar vendas significativas para o agronegócio, casos com a Raízen e a Transgrãos, nos quais envolveram mais de 600 unidades, a MAN começou a fazer as entregas de 417 caminhões para a Ambev como parte de sua política de renovação de frota.

No lote estão os modelos Volkswagen Delivery 13.160 e os Worker 17.190 e 23.230 configurados de fábrica especialmente para cumprir as operações de distribuição de bebidas. Todos os veículos estarão em uso nas transportadoras parceiras da cervejaria até o fim do ano, período no qual se intensifica a entrega de bebidas em virtude das festas e férias de verão.

De acordo com Roberto Cortes, presidente e CEO da MAN, o longo relacionamento que a fabricante de Resende (RJ) mantém com a Ambev impulsionou projeto específico para o segmento, como a criação da linha Distributor. “Graças à nossa parceria em torno de vinte anos, fomos a primeira montadora a desenvolver veículos vocacionais para a distribuição de bebidas, fato que nos motiva e desafia a buscar a excelência.”

A Ambev é dona de uma das mais novas frotas terceirizadas em circulação no País. Isso porque dentre suas diretrizes consta a meta de reduzir em 15% a emissão de carbono nas operações logísticas até fim deste ano. Para Guilherme Gaia, diretor de Procurement da cervejaria, a MAN não só contribui para garantir qualidade do serviço e da entrega, mas “também reforça o nosso compromisso com a sustentabilidade.”

Os novos produtos que serão incorporados nas transportadoras prestadoras de serviço para Ambev são frequentemente destinados para a distribuição urbana de carga, como também em rotas rodoviárias de curtas e médias distância. O 13.160 é o mais capaz dentre os representantes da família Delivery, configurado de fábrica como 6×2 e PBT (Peso Bruto Bruto) de 13.200 kg. Já os Worker 17.190 e 23.230 saem prontos para facilitar a implementação de carrocerias rebaixadas, ideias para a distribuição de bebidas. Depois, dotados da tecnologia EGR, de recirculação de gases, dispensam o uso do agente Arla 32, o que torna o transporte mais prático.


Notícias relacionadas