Em 2019, concessionária da Via Dutra recebeu 4,5 mil trotes telefônicos

A CCR NovaDutra recebeu 4.453 trotes telefônicos em 2019, número 112% maior que o registrado em 2018. A maioria das ligações falsas foi feita nos callbox, os telefones de emergência instalados ao longo da Via Dutra

DUTRA
20200123_9d07c1be8ace4e7d93d9242d519db8c7_imagem-callbox-ccr-novadutra Crédito: NOVADUTRA/DIVULGAÇÃO

Em 2019, a CCR NovaDutra, concessionária responsável pela Via Dutra, recebeu 4.453 trotes telefônicos. Esse número é 112% maior que as 2.098 ligações falsas registradas em 2018. A maioria (3.452) foi feita nos callbox, como são chamados os telefones de emergência instalados ao longo da rodovia. Outros 1.001 trotes foram feitos para o Disque CCR NovaDutra, cujo número é 0800- 0173536. A ligação é grátis.

De acordo com o artigo 266 do Código Penal Brasileiro, trote é crime. Segundo a lei, “Interromper ou perturbar o serviço telefônico é crime e o infrator poderá incorrer em pena de detenção de um a seis meses ou multa”.

Leia também:

As 10 carreiras que vão bombar na próxima década, segundo estudo feito pela USP

Segundo informações da concessionária, o serviço de atendimento recebe, em média, uma ligação a cada dois minutos. Boa parte dos trotes é feita de telefones com números restritos e de diferentes locais do País. Isso acaba dificultando a localização e identificação de quem faz ligações falsas.

Queluz lidera trotes telefônicos da Dutra

Na região do Vale do Paraíba (SP) foi registrado o maior número de trotes: 1.312. As ligações falsas forma feitas por meio de  callbox. O telefone mais utilizado para trotes está localizado em Queluz, no km 7,6 da Dutra, com 109 chamadas falsas.

Em seguida aparece a região sul fluminense, com 957 trotes, e a baixada fluminense com 517 ligações. Na Grande São Paulo foram registradas 449 ligações. Já o Alto Tietê registrou o menor índice, com 208 ligações.

A CCR NovaDutra informa que seus colaboradores são treinados para identificar esse tipo de chamada. O objetivo é evitar que ligações falsas prejudiquem o atendimento a ocorrências reais. “O Centro de Controle Operacional trabalha 24h por dia para atender chamados de socorro médico e mecânico”, afirma o gestor de Atendimento da concessionária, Virgílio Leocádio.

O serviço de atendimento ao usuário fica no 402 km da Via Duta, na Vila Maria, zona norte da capital paulista. É de lá que partem as ordens de atendimento recebidas por meio dos callbox e do Disque CCR NovaDutra.

 



Notícias relacionadas