Você está lendo...
Iveco cresce no pós-venda, fideliza clientes e mira e-commerce

Iveco cresce no pós-venda, fideliza clientes e mira e-commerce

Como resultado de iniciativas implementadas ao longo de 2020, a Iveco comemora o crescimento do número de concessionárias, amplia a oferta de serviços e planeja lançar um canal de vendas online em 2021

Andrea Ramos

03 de dez, 2020 · 10 minutos de leitura.

Iveco cresce o pós-venda, fideliza mais clientes e promete um e-commerce em 2021
Crédito:Iveco/Divulgação
Iveco cresce o pós-venda, fideliza mais clientes e promete um e-commerce em 2021

Em março de 2020, mesmo período em que a pandemia da covid-19 chegou ao Brasil, a Iveco deu início a uma série de iniciativas voltadas ao pós-vendas. Nove meses depois, essa aposta gestou e começa a dar bons frutos, segundo informações da marca.

Enquanto lojas e fábricas estavam sendo fechados por causa da pandemia, setor de transporte rodoviário de carga acelerou, sobretudo para garantir o abastecimento de produtos essenciais. Nesse mesmo período, a Iveco desenvolveu um programa de cuidados sanitários em suas concessionárias. O objetivo é preservar colaboradores e os motoristas que levam os caminhões para a revisão.

A marca criou, por exemplo, um canal de atendimento por meio de Whatsapp. A ferramenta é para ser utilizada pelo frotista, antes mesmo de o veículo ser levado às oficinas. O objetivo é facilitar o agendamento de serviços ou mesmo sanar dúvidas.


Pacote conectado

Para os donos de caminhões pesados das linhas Hi-Road e Hi-Way, a novidade é o Iveco Connect. A partir do segundo semestre de 2020 esses caminhões passaram a vir com o sistema de telemetria. Os  clientes que comprarem qualquer modelo da linha ganham um ano de gratuidade do serviço. Essa solução permite monitorar, em tempo real, o desempenho do motorista e as funções do veículo.

A Iveco também criou a sala de controle (Control Room), que fica no complexo industrial da empresa em Sete Lagoas (MG). Trata-se da segunda estrutura do tipo mantido pela empresa na América Latina. A primeira fica na Argentina.

Na sala de controle são monitoradas, 24 horas por dia, todos os dados gerados pelo caminhão. Isso permite antecipar o atendimento às demandas de clientes. E até contatar o motorista e sugerir soluções. As informações são do responsável pelo suporte ao produto e ao cliente Iveco na América do Sul, Rômulo D?Alessandro (foto abaixo).


Expansão da conectividade

O executivo explica que haverá  melhorias nos processos de atendimento das concessionárias. Isso porque as paradas para manutenção ocorrerão de forma cada vez mais organizadas. Essa evolução será mais bem percebida à medida que os novos caminhões passarem a ser conectados.

Em breve a oferta do Iveco Connect será estendida para os demais modelos da marca. No início de 2021, o sistema poderá ser instalado também nos caminhões usados pesados da fabricante. "O cliente que adquiriu a ferramenta no caminhão novo poderá instalá-la nos demais modelos de sua frota", diz Rômulo. A linha de médios Tector será a próxima a receber o sistema.


E-commerce da Iveco chega em 2021

A pandemia da covid-19 acelerou o processo de implementação de sistemas digitais da fabricante. A informação é do diretor de marketing de aftermarket solutions da Iveco, José Queiróz (foto abaixo). De acordo com ele, já havia, por exemplo, plano de oferecer as ferramentas de telemetria nos caminhões pesados. Com a pandemia, o prazo foi encurtado.

"A gente transformou várias soluções em plataformas digitais. Com isso, estamos tendo ganhos importantes em termos de velocidade, compreensão e assertividade", diz  Queiróz.


Ele conta que essas iniciativas já começam a dar frutos. Um dos desdobramentos é a venda de peças e serviços por meio eletrônico. A novidade deve ser anunciada em breve. "Vamos vender pela ferramenta online peças, planos de manutenção e serviços conectados", explica Queiróz.

"Essa solução é apenas o começo do que ainda queremos e podemos desenvolver. E nada impede que, no futuro, a gente deixe a plataforma pronta também para vender veículos." Segundo o executivo, tudo depende de como será a demanda do mercado.

De olho no caminhão usado

A marca também vem ampliando sua rede de concessionárias no País. Apenas neste ano, foram abertas 11 novos pontos de atendimento. Outra frente de atuação é a atualização de produtos, que estão recebendo mais sistemas eletrônicos e ganhando maior robustez, segundo a marca.


Isso levou à Campanha de Atualização de Produto. O serviço foca caminhões Iveco pesados produzidos a partir de 2016. O objetivo é atualizar os caminhões fabricados até 2019. Isso para que esses modelos fiquem o mais próximo possível da linha 2020.

A campanha foi lançada neste ano. E, de acordo com a marca, até agora cerca de 2 mil caminhões pesados usados já foram atualizados.

Para incentivar a adesão, a Iveco está oferecendo descontos de 20% nas peças para esses caminhões. "Caso, além de fazer a atualização, o cliente queira trocar algum componente que esteja fora da campanha, ele terá descontos", explica Queiróz.


"Atualizamos gratuitamente aproximadamente seis itens. Isso inclui de software a substituição de componentes", diz D?Alessandro. A marca investiu R$ 12 milhões para implementar a campanha. E deve manter a ação em 2021. Isso porque vem conquistando clientes que não estavam indo às concessionárias.

Aumento dos serviços

A marca informa que o aprimoramento dos serviços aliado à digitalização da rede no segundo e terceiro trimestres resultou em alta na demanda por peças. D?Alessandro afirma que houve aumento no número de caminhões levados à rede para serem atualizados.

Isso porque houve aumento na demanda por serviços de transporte. E, como as fabricantes não têm conseguido atender a procura por caminhões zero-km, muitos clientes têm optado pelo usado.


"A demanda de peças e serviços tem crescido rapidamente nos últimos três meses", diz D?Alessandro. Segundo ele, a cada dois caminhões vendidos, um sai com plano de manutenção da marca. Até o ano passado, cerca de 30% dos caminhões vendidos contavam com o serviço.

O número de atendimentos nas oficinas das concessionárias da marca também está em alta. Segundo informações da marca, a alta é de cerca de 20% na comparação com os números de atendimento feitos antes da pandemia.

Linha de peças para vários tipos de cliente


No portfólio de peças da fabricante há duas linhas de produto. Além dos componentes vendidos com o selo da Iveco, há as da marca Nexpro. Esta é indicada para caminhões que já estão fora da garantia de fábrica. De acordo com informações da empresa, os preços podem ser até 80% mais baixos.

Há ainda a linha Reman de embreagens e o programa Revisão a Preço Fixo. Por meio desse pacote de serviços, a intervenção é programada e os valores praticados ficam congelados por quase um ano