Ônibus londrinos terão eixos elétricos da ZF

Tecnologia também estará presente no transporte público de diversas cidades dos Estados Unidos

Optare Metrodecker EV Crédito: Foto: Thomas Drake/Optare

A ZF anuncia que o eixo de tração elétrica AVE AxTrax estará presente em 31 unidades dos tradicionais ônibus londrinos de dois andares da versão Metrodecker EV. Serão os primeiros ônibus double deck para as futuras linhas de veículos totalmente elétricos.

Os modelos serão construídos pela fabricante britânica Optare e estarão em circulação a partir do segundo semestre de 2019 na rota 134, na região central de Londres, da estação de North Finchley a Tottenham Court Road, área da chamada Zona de Emissão Ultra Baixa, da sigla em inglês ULEZ.

Com a tecnologia fornecida pela ZF, os ônibus se deslocarão em modo 100% elétrico, cumprindo uma das normas de emissões mais rígidas do mundo. A solução é uma resposta para o enfrentamento da poluição atmosférica nos grandes centros urbanos. A capital britânica, em especial, planeja que todos os ônibus que circulem no centro tenham matriz elétrica até 2037.

“O eixo portal elétrico AVE AxTrax é uma solução ideal para que os fabricantes e municípios desenvolvam seu tráfego intermunicipal com emissões zero, fornecendo ao mesmo uma oferta atrativa”, acredita Fredrik Staedtler, chefe da divisão de tecnologia de veículos comerciais na ZF.

O AVE AxTrax também foi a escolha da New Flyer of America, a maior fabricante de ônibus municipais dos Estados Unidos, para equipar 100 unidades da série Xcelsior CHARGE. Os modelos serão entregues a empresas de transporte público de diversas cidades, incluindo a Autoridade de Transporte Metropolitano do Distrito de Los Angeles, o Trânsito Metropolitano do Distrito de King, em Seattle, a Autoridade de Transporte da Baía de Massachusetts, em Boston, e o Trânsito Metropolitano, em Minneapolis.

O eixo de tração elétrica AVE AxTrax pode ser combinado com as configurações de célula híbrida e combustível, ou ser alimentado por bateria. De acordo com a ZF, em virtude de seu desenho plano, os fabricantes de ônibus têm grande liberdade para o desenvolvimento do design do interior do veículo.


Notícias relacionadas