Redação

02/10/2020 - 4 minutos de leitura. Atualizado: 01/10/2020 | 18:46

Ônibus elétricos escolares devolverão eletricidade à rede nos EUA

Ônibus elétricos escolares dos EUA devolverão energia em horários de pico de consumo, quando a eletricidade é mais cara, e ter as baterias reabastecidas durante a madrugada

ônibus elétricos
Crédito: Divulgação

Os ônibus elétricos escolares nos Estados Unidos terão V2G, sistema que permite devolver a energia das baterias à rede elétrica. A novidade é fruto da parceria da Nuvve Corporation com a fabricante de veículos Blue Bird Corporation. Por meio do dispositivo, os ônibus poderão abastecer o sistema que distribui eletricidade a casas e empresas em horários de pico de consumo, quando o preço é mais alto. E podem recarregar as baterias em horários de menor demanda, como durante a madrugada.

A tecnologia V2G, sigla de Vehicle-to-grid (do veículo para a rede, em tradução livre) é o conceito de uso bidirecional. O sistema não é exatamente novo – está disponível há tempos no Japão. A Nissan, por exemplo, aceita eletricidade como pagamento do estacionamento de um de seus prédios.

O resultado é que a diferença de preço pode ser transformada em dinheiro. O ganho deverá ser utilizado pelas escolas para pagar parte do custo de aquisição dos veículos.

Ônibus escolares elétricos estão em alta

A frota de ônibus escolares dos EUA é de 480 mil unidades. Esse número é maior que o de urbanos, por exemplo. O objetivo é que todos os ônibus escolares do país sejam elétricos.

O modelo da Nuvve e Blue Bird já está disponível nas concessionárias. A rede pode prestar assistência aos distritos durante todo o processo de implementação dos ônibus elétricos. Isso inclui financiamento do pagamento dos carregadores, suporte à instalação, gerenciamento de frota e serviço V2G.

A Blue Bird já produziu mais de cem ônibus escolares elétricos. O Vision Type C e o All American Type D têm sistema de carregamento combinado, que pode repor as baterias em cerca de três horas. Os dois são equipados com baterias de 155 kWh, que garantem autonomia de 190 km.

Ônibus elétricos escolares estão em alta

A Blue Bird promete aumentar a capacidade de produção de ônibus elétricos para 1.000 unidades por ano. Segundo informações da empresa, o objetivo é atender o crescimento da demanda. No atual ano fiscal, as vendas da empresa cresceram 250%.

E número de emplacamentos deve crescer ainda mais. Ainda de acordo com informações da companhia, operadores e vários novos distritos dos EUA e Canadá vêm mostrando interesse pelo ônibus elétrico.

Notícias relacionadas