Curiosidades

Ônibus da BYD devolverão eletricidade para a rede de Londres

Projeto com a BYD denominado sistema Bus2Grid permite que a energia armazenada por um ônibus elétrico seja retornada à rede de energia

Redação

05 de fev, 2021 · 4 minutos de leitura.

BYD" >
BYD
Crédito:BYD/Divulgação
BYD é peça-chave no maior projeto de recuperação de energia do mundo

A BYD anunciou o desenvolvimento do primeiro projeto de Bus2Grid do mundo. Ou seja, os ônibus elétricos vão poder devolver à rede a energia acumulada em suas baterias.

O sistema começa a funcionar no verão europeu. No início do segundo semestre de 2021.

Logo, o primeiro sistema do tipo será na garagem de ônibus de Northumberland Park, em Londres. Ou seja, da empresa Go-Ahead.

LEIA TAMBÉM: 18.330 OT 6×2 é o futuro ônibus luxuoso da VWCO

A BYD UK, em parceria com a fabricante escocesa Alexander Dennis Ltd. (ADL), fornecerá os ônibus. Nesse sentido, serão 28 ônibus elétricos BYD ADL Enviro 400EV de dois andares.

Reino Unido vai zerar emissões até 2050

Assim o projeto representa uma importante contribuição do setor de ônibus para a meta estabelecida pelo Reino Unido. Ou seja, chegar a 2050 com zero emissões de gases que causam o efeito estufa.

Nesse sentido, a BYD foi fundamental para o projeto. Em outras palavras, a marca chinesa fornecerá uma solução completa de gerenciamento dos ônibus elétricos.

Assim, a empresa foi  responsável pela instalação da nova infraestrutura V2G. Do mesmo modo, é a primeira empresa no setor de veículos comerciais a fornecer a tecnologia de descarga de alta potência.

?Compartilhamos com nossos parceiros uma visão de projeto que pretende tornar o futuro mais limpo e sustentável?, diz o diretor da BYD no Reino Unido, Frank Thorpe.

Consórcio Bus2Grid

O consórcio Bus2Grid une, além da BYD, empresas da área de inovação e a Universidade Leeds. O financiamento é garantido por um fundo mantido pelo governo voltado à inovação.

Os ônibus terão as baterias recarregadas à noite, quando a demanda por eletricidade é menor. Logo, nesse período as tarifas são mais baixas.

Continua depois do anúncio

Dessa forma, os ônibus poderão devolver eletricidade à rede nos períodos do dia em que há maior demanda. Ou seja, a nova tecnologia ajudará a equilibrar a oferta de energia e, com isso, aumentar a eficiência da rede.

Cooperação BYD

Os 28 novos BYD-ADL de dois andares farão parte de uma frota de 120 ônibus elétricos. Com isso, a Go-Ahead Londres terá o maior número de ônibus elétricos do Reino Unido.

Nesse sentido, o lote faz parte de uma grande encomenda. Outros 49 ônibus Enviro 400EV, de dois andares, foram entregues em 2020. Nesse interim, mais de 500 ônibus elétricos BYD ADL estão sendo entregues ou foram encomendados por operadoras em todo o Reino Unido.

?Em breve, estaremos realmente gerando energia para a rede elétrica de Londres. Além de fornecer um transporte público seguro, limpo e livre de emissões para a capital do país”, diz Thorpe.