Chassi Volksbus: cooperação no transporte.

Empresários encontram nos ônibus Volkswagen reciprocidade nos negócios

Grupo Transmoreira: 40 Volksbus para fretamento. Crédito: Foto> VWCO

A empresa de João Carlos Seiscento, Guerino Seiscento, de Tupã (SP), carrega tradição desde 1946 no transporte de passageiros. Diversificada, a companhia dispõe de serviços rodoviários e urbanos, em aplicações para fretamentos e linhas regulares entre cidades do interior de São Paulo. Para determinadas rotas, o empresário encontrou nos Volksbus um parceiro ideal para a rentabilidade que espera de seu negócio.

“Os modelos com motor dianteiro para fretamento rodoviário em distâncias curtas ou em versão urbana têm apresentado resultados muito bons”, resume o empresário. “São veículos econômicos em relação ao consumo e resistentes, não quebram com facilidade, basta o controle na manutenção necessária.”

Mais recentemente a Guerino Seiscento incorporou em sua frota 25 chassis Volksbus 17.230, seu terceiro negócio com a montadora, concedendo à marca 30% de participação na frota de trezentos ônibus. “Optamos pelas carrocerias Neobus em versões rodoviárias e urbanas para atuar em curtas distâncias. É uma vocação do carro e não decepciona no resultado.”

O Volksbus 17.230 OD responde por versatilidade na frota das operadoras. O chassi foi concebido pela fabricante de Resende (RJ) para o transporte urbano e fretamento de passageiros e em operação de fretamento. O veículo adapta-se a carrocerias de até 13,2 metros de comprimento e, tem motor MAN que dispensa o uso de Arla 32. e sai de fábrica equipado com polia adicional que facilita a instalação do ar-condicionado.

As características do chassi foram determinantes para que o Grupo Transmoreira, de Belo Horizonte (MG), ampliasse sua frota com mais quarenta Volksbus 17.230 para operação de fretamento contínuo no transporte de funcionários de empresas da região da capital mineira. “Sem necessidade do uso do Arla, tenho menos gastos operacionais e mais praticidade para as operações”, admite o empresário Edward Moreira.

Amplo portfólio de chassi sob medida

De acordo com a montadora, um dos maiores benefícios oferecidos pela linha Volkswagen é o conceito de desenvolvimento sob medida. O portfólio atende a operadores que precisam desde modelos mini e micro, para atuar nos bairros, até os chassis com motores dianteiros e traseiros, para linhas distribuidoras e alimentadoras.

A Famatur, de Várzea Paulista (SP), há bom tempo sabe como explorar as potencialidades dos produtos Volksbus nos variados serviços que oferece em fretamento e turismo. O empresário Marcelo Deboni é cliente da Volkswagen Caminhões e Ônibus desde 2012. Na frota atual, continuamente renovada, atuam mais de sessenta modelos Volksbus, dos micro-ônibus 9.160 OD aos chassis com motor traseiro 18.330 OT, representando 60% do total de veículos.

“A relação custo-benefício é a condição mais acertada dos chassis da Volkswagen”, destaca Deboni. “A depender do tipo de veículo que preciso para a operação, o preço é menor em relação a outras marcas com modelos similares que, no fim das contas, proporcionarão os mesmos resultados.”

 


Notícias relacionadas