Redação:

BYD ultrapassa a venda de 1.000 ônibus elétricos na América Latina

Na região desde 2015, a BYD é responsável por 71% dos ônibus elétricos. Mas o número deve aumentar, já que muitos países da região assinaram acordos para a redução de emissão da frota nos próximos anos

Crédito: BYD/Divulgação

A BYD já vendeu mais de 1.000 ônibus elétricos na América Latina. Com isso, tornou-se líder na implementação do transporte público 100% elétrico na região.

Com um total de 1.035 ônibus vendidos na região, a empresa responde por 71% do mercado de ônibus 100% elétricos.

A frota com mais de 1.000 ônibus deixou de emitir 222 toneladas de CO2 na América Latina, o que equivale ao plantio de 18.520 árvores.

A América Latina está estudando novas regulamentações e modelos comerciais que possam facilitar a implementação de veículos elétricos. O Chile, por exemplo, anunciou a eletrificação total de suas frotas de transporte público até 2040.

A Colômbia publicou sua estratégia nacional de eletromobilidade, que estabelece a marca de 600.000 veículos elétricos até 2030.

O Equador, por sua vez, anunciou que todos os novos veículos incorporados à frota de transporte público devem ser elétricos a partir de 2025.

BYD faz ótimo trabalho no Chile

Um exemplo promissor para a América Latina é o Chile, que lidera o ranking com 285 ônibus elétricos rodando. Com isso, o país possui a maior frota do continente.

A operação dos primeiros 100 ônibus elétricos da BYD naquele país começou em dezembro de 2018. Após um ano, a frota percorreu 4,5 milhões de quilômetros desde a sua implantação, atendendo mais de 13 milhões de usuários e deixando de emitir 21 toneladas de CO2.

No município de São Paulo é possível ver ônibus elétricos da marca em operação

 

“Essa conquista representa nosso compromisso com um mundo mais limpo e sustentável, alinhado com o compromisso do Chile de que até 2040 todo o transporte público seja elétrico. Acreditamos que nosso país tem todas as condições para atingir este objetivo”, disse a gerente nacional da BYD Chile, Tamara Berrios.

A eletrificação em outros mercados

A experiência do Chile também tem sido replicada em outras partes da América Latina. Somente em 2019, na cidade de Guayaquil, Equador, a BYD lançou sua primeira frota de 20 ônibus elétricos BYD.

Em Mendoza, Argentina, foi lançada uma frota de 16 ônibus. Na Colômbia, 64 ônibus elétricos da empresa entraram em operação, e a BYD foi a vencedora da licitação para 379 ônibus elétricos, que iniciarão as operações no sistema de transporte público de Bogotá no próximo ano.

Brasil avançou em 2019

O Brasil também deu passos importantes em 2019 rumo à eletrificação de frotas. A empresa possui uma fábrica de chassis de ônibus elétricos em Campinas e já conta com oito cidades utilizando os veículos, com destaque para São Paulo, que colocou 15 ônibus em operação em novembro deste ano.

Notícias relacionadas