VWCO define ferramentas para Fenatran 2019

Na cesta de novidades tem versão Delivery 4×4, nova transmissão automatizada nos Constellation e mais conforto dos pesados

VW Delivery 11.180 4x4 Crédito: Foto: VWCO

Em prévia para a Fenatran 2019, de 14 a 18 de outubro no São Paulo Expo, a Volkswagen Caminhões e Ônibus adiantou na quarta-feira, 25, as ferramentas com as quais pretende conquistar o transportador no futuro próximo.

Luciano Cafure, diretor de marketing da companhia, enxerga forte tendência de crescimento nas duas extremidades das categorias de caminhões. Se por um lado, a expansão das cidades associada às restrições de circulação favorece os leves, por outro, a necessidade de levar mais carga por viagem promove os segmentos mais pesados. “Essa já uma realidade na Europa e, cabe, lembrar, não faz muito tempo, o semipesado foi a categoria que mais vendia”. A VWCO apostou nas pontas para incorporar suas maiores novidades.

Poucas semanas depois de anunciar a introdução da oferta de câmbio automatizado nos Delivery 9.170 e 11.180, a marca aumenta a família com uma versão 4×4 baseada no veículo para 11 toneladas. O modelo surge para atender às mais diversas operações fora de estrada, “do homem do campo ao apoio em mineradoras, onde muitas vezes a única alternativa é utilizar um veículo maior para movimentar pouca carga”, resume Cafure.

A VWCO, no entanto, também espera aproveitar a demanda do setor eletricitário, tradicional comprador dos Ford F350 e F4000, modelos com a morte já anunciada por aqui. Com a extinção do que era costume, o Delivery 11.180 4×4 chega com o dobro de capacidade de carga oferecida até então pela concorrência, para 10,7 toneladas e possibilidade de inclusão de roda livre no eixo dianteiro para uso 4×2.  O Delivery 4×4 começam a ser entregues no primeiro semestre do ano que vem e pode ser equipados com faróis de milha, grade protetora dianteira e guincho.

Na faixa dos Constellation semipesados, além de simplificação na oferta do acabamento – agora somente em variantes Robust e Prime – a VWCO incorporou nas versões 17, 24 e 30 toneladas com motor MAN de 280 cv uma nova caixa automatizada Eaton de 10 velocidades, em substituição à opção da ZF de 6 marchas. Segue, porém, a ZF manual de 9 marchas. “É faixa onde está um dos nossos líderes de vendas, o 24.280, veículo estradeiro que muita gente usa para cruzar o País, e o novo câmbio proporcionou resultados mais eficientes em consumo, na média de uma frota pode chegar a 3%.”

Para os pesados, a marca leva para o transportador a opção de suspensão pneumática no MAN TGX 28.440, “demanda proveniente de segmentos de cargas sensíveis, em especial a de bebidas”, diz Cafure. Outra novidade, na faixa, mas exclusiva para a construção civil é o Constructor 26.260 8×4, segundo a montadora, a betoneira mais leve do mercado. O veículo chega para atender a Lei da Balança, “exigência cada vez mais comum das empreiteiras”, lembra o diretor, com misturador de concreto de 8 m³.

A VWCO também aproveitará a Fenatran para começar a promover DLX como nova identidade para o comercial leve Express da família Delivery. Cafure entende que o nome atinge de maneira mais adequada o público ao qual o veículo é destinado, no caso pequenos empreendedores. “Vamos experimentar, pouco a pouco poderemos adotar a ideia definitivamente.”


Notícias relacionadas