Volvo VNR terá versão elétrica até 2020

Testes com o modelo começam o ano que vem na Califórnia

Volvo VNR Electric Foto: Volvo Trucks North America

A Volvo anunciou que prepara lançamento do VNR, modelo exclusivo para os mercados da América do Norte, em versão totalmente elétrica até 2020. As avaliações do caminhão em operações reais junto a cliente começam o ano que vem em aplicações rodoviárias regionais na Califórnia, nos Estados Unidos.

As unidades de demonstrações do Volvo VNR Electric são baseadas na tecnologia de propulsão e armazenamento de energia já utilizada atualmente pelo FE Electric, na Europa. A empresa ainda lembra que tem apoio da experiência acumulada no campo da eletromobilidade, especialmente em ônibus, negócio do grupo que já entregou ao mercado mais de 4.000 unidades elétricas desde 2010.

“O Volvo VNR Electric aproveita a versatilidade da nova série do modelo com um trem de força totalmente elétrico, o que também representa um passo estratégico em direção a um abrangente ecossistema de transporte eletrificado”, diz em nota Petar Voorhoeve, presidente da Volvo Trucks América do Norte. “As cidades que priorizam o desenvolvimento urbano sustentável podem alavancar soluções de transporte eletrificadas para ajudar a melhorar a qualidade do ar e reduzir o ruído do tráfego. Transporte comercial mais limpo, silencioso e totalmente elétrico também cria oportunidades para operações ampliadas durante a manhã ou à noite, ajudando a reduzir o congestionamento do tráfego durante o horário de pico.”

O VNR Electric faz parte um projeto mais amplo chamado LIGHTS, abreviatura do inglês para algo como Soluções de Baixo Impacto para o Transporte Verde Pesado, proveniente de uma parceria entre o Grupo Volvo, a SCAQMD – uma agência de controle da qualidade do ar da Costa Sul da Califórnia – e empresas do setor de infraestrutura de transporte e recarga elétrica.

“Os caminhões elétricos trazem muitas incógnitas. Colocamos foco para que o frotista possa fazer uma transição segura e suave, com base em suas necessidades individuais em relação a ciclos de condução, capacidade de carga, disponibilidade e outros parâmetros”, observa Johan Agebrand, diretor de marketing de produtos da Volvo para a América do Norte. “Vamos analisar tudo, desde análise de rotas e otimização de bateria até serviços e financiamentos, sempre visando oferecer mais tempo de atividade e produtividade.”

O governo da Califórnia, por meio da CARB, agência de proteção ao meio ambiente local, concedeu inicialmente US$ 44,8 milhões para o programa LIGHTS. O projeto envolverá 16 parceiros e, de acordo com a Volvo, apesar não revelar os clientes, transformará as operações de transporte nas instalações de duas das principais frotas de caminhões dos Estados Unidos.


Notícias relacionadas