Volvo anuncia investimentos de R$ 1 bilhão no Brasil

Os investimentos da Volvo serão destinados para todos os negócios da marca no País que incluem caminhões, ônibus, motores, equipamentos de construção e serviços financeiros

volvo
Fábrica da Volvo Crédito: Volvo/Divulgação

O Grupo Volvo anunciou nesta quarta-feira, 5, que vai investir R$ 1 bilhão no Brasil no período entre 2020 e 2023. Os investimentos serão direcionados ao desenvolvimento de novos produtos, melhoria nos processos industriais com a indústria 4.0 e na oferta de serviços.

A fabricante de origem sueca registrou em 2019 o melhor resultado de venda de caminhões pesados. Encerrou o ano passado com faturamento recorde no País de R$ 9,3 bilhões, 13% superior em relação a 2018. Foram 14.505 caminhões vendidos, crescimento de 58%. A Volvo também conquistou o primeiro lugar no ranking de vendas de caminhões pesados com o FH 540 6×4 que sozinho teve 7.135 unidades emplacadas.

“O Brasil continua sendo um importante mercado para a Volvo. Somos o segundo maior mercado da marca, perdemos apenas para os Estados Unidos. A recuperação gradativa da economia ajudou nesses resultados”, diz o presidente do Grupo Volvo América Latina, Wilson Lirmann.

Os caminhões semipesados, representados na Volvo pela linha VM, também tiveram vendas expressivas. Foram 2.339 unidades emplacadas, obtendo crescimento de 55,5%, enquanto o mercado cresceu em média 30% em 2019.

Lirmann acredita que em 2020 o mercado de caminhões pesados vai crescer, mas não como foi em 2019. “O crescimento de caminhões pesados será mais tímido, porém saudável”, acredita o executivo.

Por outro lado, os semipesados devem ser mais expressivos nas vendas este ano por causa da retomada da economia, que pode gerar mais empregos e o aumento do consumo. Há também a renovação de frota dos caminhões vocacionais que operam nesse segmento, o que vai ajudar impulsionar às vendas.

A Volvo não vigora entre as marcas mais populares nos semipesados. Por isso, desde o ano passado desenvolve ações pontuais e também direcionadas ao pequeno frotista como financiamento com taxas diferenciadas.

Contudo, a marca projeta crescimento de 15% de mercado em 2020 no segmento de caminhões com PBT superior a 16 t.

Volvo cresce em ônibus

Durante 2019, a Volvo vendeu 744 chassis no Brasil, crescimento de 73%¨em relação a 2018. As vendas de chassis urbanos foram expressivas, com 355 unidades emplacadas garantindo 87% de crescimento para a Volvo. Nos chassis rodoviários foram vendidas 389 unidades, crescimento 62% superior em relação a 2018.

As exportações dos ônibus urbanos da marca também foram expressivas na América Latina. A Colômbia adquiriu 700 chassis, crescimento de 625% das exportações para aquele País. O Chile comprou 120 ônibus. Na América Central, a República Dominicana comprou 50 unidades.

No geral a Volvo vendeu 1.864 chassis em 2019 no mercado interno e externo. E mesmo com a queda das exportações para a Argentina na ordem de 60%, a Volvo teve crescimento de 77%.

Para este ano, a marca espera aumentar em 10% as vendas de ônibus com PBT acima de 16 t. As eleições municipais e a retomada de licitações em países como Chile e Colômbia impulsionam a projeção.

Volvo Financial Service aumentou 80%

Se somar as operações do Banco Volvo e Consórcio Volvo, a Volvo Financial Service (VFS) viabilizou 40% das vendas de caminhões, ônibus e equipamentos de construção no País. A VFS também apresentou recuperação de 20% na venda de seguros para caminhões e atingiu mais R$ 1 bilhão em novos volumes de cartas de crédito de consórcio comercializadas, crescendo 22%.

“Com tudo isso, foi possível aumentar em 80% os volumes de financiamentos no Brasil”, afirma Ruy Meirelles, presidente da Volvo Financial Services Brasil.


Notícias relacionadas