Volvo cria unidade voltada à direção autônoma

Nova área de negócio pretende acelerar soluções para o transporte automatizado

Volvo VERA Crédito: Foto: Grupo Volvo

Volvo Autonomous Solutions é a nova área do Grupo Volvo dedicada ao transporte autônomo. Com a unidade, a companhia espera acelerar o desenvolvimento e oferta de soluções automatizadas. As ambições colocam foco especialmente em aplicações confinadas, como portos e minas, além de operações entre centros logísticos.

“Com o desenvolvimento global marcado por uma crescente demanda em transportes, estradas cada vez mais congestionadas e grandes mudanças ambientais, a indústria precisa proporcionar soluções cada vez mais seguras, eficientes e com impacto ambiental cada vez menor”, diz em nota Martin Lundstedt, presidente e CEO do Grupo Volvo.

A empresa acredita que a direção autônoma tem amplo potencial para suprir necessidades de transporte de grandes volumes em rotas pré-definidas e de fluxos repetitivos, condições que podem gerar flexibilidade, precisão de entrega e produtividade para o negócio de transporte.

O Grupo Volvo já coleciona experiências bem-sucedidas com soluções autônomas. Em projeto chamado Electric Site, a movimentação do material em mina a céu aberto foi automatizada e eletrificada. A solução tornou o ambiente de trabalho mais seguro e reduziu em quase 40% no custo de operadores, além de cortar em 98% as emissões de dióxido de carbono.

Na mina de Brønnøy Kalk, na Noruega, caminhões Volvo FH autônomos transportam calcário em um percurso de cinco quilômetros. Outra iniciativa pioneira é o VERA, veículo autônomo, elétrico e conectado que será aplicado em rota fixa de um centro de logística para um terminal portuário em Gotemburgo, na Suécia.

No Brasil, sete caminhões Volvo VM autônomos operam na colheita de cana de açúcar, reduzindo perdas por pisoteio de mudas graças à precisão de direção.


Notícias relacionadas